Vizinho Folgado. Todo mundo tem a vida igualmente sofrida? Não.

Bom, não é segredo para ninguém que a vida toda eu só habitei malocas e cortiços, lotados de gente de todos os tipos, tanto pro bem como pro mal…

Pois é, ao meu lado mora um vizinho que dizem trabalhar com jiujtsu, o cara não fede e nem cheira em termo de aparência. O dia todo fica ouvindo som alto de funk melody e forró , de noite ouve televisão no ultimo volume não respeita nada.

Hoje eu tive que aguentar o filha da puta transando das 3 da manhã até as 5:30, claro né? Ele é heterossexual, arruma sexo como quem pega grão de areia na praia… Não existe dificuldade para essas pessoas, elas são as preferidinhas de Deus.

Como eu moro num cortiço , diga-se de passagem PAGO todos os meses, barulho e paredes que se escutam tudo é uma norma. Home mais uma vez eu tive que aguentar esse imundo ficar transando com uma vagabunda que ficava gritando que ia “gozar”! Porra! Justo comigo isso vai acontecer?
O cara 5 horas da manhã gemendo e tropeçando no chão, a mulher ficava depois falando “ai, ai!” e eu tendo que aturar toda essa baixaria, justo eu, uma pessoa virgem cujo o maior problema na vida é ser miserável sexualmente e afetivamente, vocês ainda debocham quando eu fico achando ser problema provocado lá na porra do mundo “espiritual”.

Porra e o que esse vizinho faz o dia todo? Nada! Só ouve músicas de funk e forró e de noite transa com uma vagabunda. Não vemos o cara sofrer ou reclamar por nada, ah, as vezes o infeliz fica pulando corda dentro de casa e a gente escuta as pisadas fortes no chão. Transar , ouvir música, ganhar dinheiro fácil e dormir, é pra poucos, e ainda dizem que todo mundo sofre. Como dizem as bichas: AH, TÁ… !

Com certeza, se a minha mãe não tivesse tão doente, garanto que já teria dado o bucetão velho pra ele enquanto eu fosse trabalhar, é bem a linha dela, se é que já não fez isso, né?

Povinho podre!