Homem diz que a vida na terra é um simulador

Um homem chamado Horácio R. diz, em castelhano, ao ser questionado, por que algumas pessoas ao terem experiências de quase morte, enxergam vários outros “médicos” de branco ao redor do seu corpo quando, por exemplo, sofrem um acidente de trânsito ou quando estão no hospital em uma UTI, que esses seres ao nosso redor são mandados para nos auxiliar de certa forma pois a nossa vida aqui seria uma imensa escola para termos experiências simulando situações, não importa se essas situações contenham maldade, assassinatos e outras coisas moralmente estranhas. Existe toda uma organização enorme para pessoas que tenham que nascer aqui.

Segundo o tal homem, essa experiência se dá para desenvolvermos algum tipo de coisa que não conseguimos desenvolvermos , em nós, lá na “dimensão x” , ele também afirma que se a situação na terra é mais pesada, provavelmente decorreu de provável rebeldia do reencarnante. Ele diz que quando a experiência da pessoa é muito dolorida, existe uma alma muito rebelde que não termina de aprender o que deveria ter aprendido, seria o meu caso?

Pois bem, eu fico pensando se eu seria uma pessoa rebelde para nascer num país tão zoado como é o Brasil, onde eu canso de ouvir pessoas dizendo que preferem ter os seus filhos sendo assassinos, estupradores, traficantes e ladrões do que homossexual! Que experiência seria essa que eu supostamente teria vindo aqui aprender à pulso: apanhar dos moleques na rua, ser zoado na escola até não aguentar mais, viver num distanciamento social eterno, viver maloqueiro na beirada dos condomínios de luxo, gostar de cara bonitão que gosta de mulher pra eles cuspirem na minha cara.

Bom, o cara no vídeo acima diz que a dor não é necessária, tal como acontece no corpo, a dor só aparece em nossa vida quando estamos indo pra um caminho contrário aquilo que teoricamente precisamos aprender.

Pergunto então a vocês, já que a missão nossa parece ser criptografada de tão oculta que é, seria a minha missão passar a gostar de mulheres e viados? Haja vista gostar e homens pra mim tem sido a vida toda um inferno dos deuses gregos… O homem no vídeo diz que quando a situação é repetitiva é que é para nos abrirmos mais para aprender algo que não estamos conseguindo aprender. Enigmático… Os caras que me dão aquele tesão louco na rua são justamente aqueles que irão me odiar depois, isso é repetitivo! Eu deveria estar aberto a que? Me controlar? Fingir que não sinto nada e ir pros bares gays imaginando que aquele cara que eu vi na rua é uma daquelas gays taradas que tem nos bares?

Os meios espiritualistas gostam de fazerem poemas sobre o assunto, eles sempre filosofam ., falam que tudo é amor, que tudo é a graça de deus, mas sinceramente, essa romantização teórica de Deus , pra lá de genérica e distante dos detalhes da vida mostra apenas que a pessoa dá palpite daquilo que não entende mas quer fazer pose de pessoa que procura entender. Espiritualistas em sua maioria parecem ter vergonha de dizer que não entendem de algo, é feio pra eles assumir que eles não dominam um assunto, o que é perfeitamente normal pra qualquer pessoa que não tenha a pretensão de ser santa e “iluminada”.

Eu vi um vídeo-gozação no tiktok onde um rapaz estava em um avião com uma criança chata atrás dele chutando a sua poltrona enquanto à sua frente havia uma porta para primeira classe, lá não existiam crianças chatas e as poltronas eram amplas, espaçosas, sem aperto algum mas a aeromoça fechou a porta na cara dele… Por mais que esse vídeo fosse um gracejo ele me fez refletir em minha vida: eu sou cercado de pessoas , lugares , situações, familiares e empregos que eu detesto e fico vislumbrado quando vejo alguém em situação oposta… Bom, seria a minha missão então estudar feito um filho da puta condenado pra ter uma vida melhor e pelo menos ter alguma regalia , não afetiva mas material? Sim, desde pequeno eu sempre quis ser de classe média alta mas sempre morei em malocões, nunca fui um bom aluno, quando eu gostava de alguma matéria eu me sentia tão seguro com ela que nem estudar eu estudava. O meu único destaque era em sociologia, tirando isso, eu era um absoluto lixo em tudo. Minha missão seria vencer a preguiça de estudar? Sim, talvez a minha situação de miséria fosse focada a me fazer querer me livrar dela de forma violenta. Mas e a questão afetiva? Realmente um mistério que nem a mãe Diná sabe.

Em um ponto do vídeo o senhor dá o exemplo de um paciente que tem uma doença e se revolta contra ela(a rebeldia), nessa situação, se não existe nada o que fazer, se evitaria a dor aceitando-se a doença e com isso a sua dor passaria e o seu aprendizado chegaria. Será verdade? Ele diz que não se deve forçar nada, seja material, seja financeiro, seja sentimental, não lute contra nada. Não se deve forçar para se correr atrás de algo que a sua intuição não queira que você faça.

Quando se aceita até o que não se gosta, existe a possibilidade de poder mudar aquilo, quando se nega aquilo que se está passando, não se pode resolver.

Ele diz que tudo na terra é um exercício para se aprender algo, não somos coitadinhos mas sim seres tremendamente poderosos no universo mas rebeldes … Não se pode fazer o que bem se quer todas as vezes aqui.

Daqui da terra (ciclo de reencarnações) não se sai ninguém ou nada até que se transforme. Uma vida é uma oportunidade de mudança, transformação para se sair daqui.

O mesmo senhor vai mais longe e fala sobre os fantasmas que aparecem por aí nas casas assombradas de filmes americanos: os fantasmas são pessoas que morreram e que não tomaram ciência temporariamente que não fazem mais parte da vida dessa dimensão. Só sai da matrix quem toma consciência do que realmente se é.

Devemos consultar a nós mesmos quando é proposto algo, não se precisa metas para nada, o que é do seu propósito vai a você, quando queremos saber se algo é para nós, dentro de nosso ser têm 3 respostas:
1) Alegria
2) Dúvida
3) Mal estar
Tanto o mal estar como a dúvida são meios da tua alma dizendo que aquilo NÃO é para você, somente a alegria e o bem estar é a sua alma dizendo que aquilo é pra você. Não que você não possa ir atrás do que não é para você, acontece que se você for, terá mais trabalho e dor.

Bom, cabe a cada um de nós passarmos um filtro nisso tudo , refletirmos e não sairmos por aí como fazem os espiritualistas aceitando tudo. Eu por exemplo, dentro do peito sempre tenho uma sensação de mal estar quando vou trabalhar e uma alegria incrível quando por engano vou trabalhar e não é dia de eu ir e por isso sou dispensado. Se eu seguisse o que minha a alma diz o tempo todo, eu ficaria desempregado, enfim, não sei de nada.

2 thoughts on “Homem diz que a vida na terra é um simulador”

  1. Me sinto exatamente como você, já procurei respostas em várias religiões, mas não encontrei em nenhuma. Queria tanto saber pq nasci com essas duas maldições, a primeira: ser viado, a segunda: gostar de homens que se eu nunca vou ter. Nunca vou ter a vida que tanto desejo, somente na minha imaginação, nos meus sonhos. Vivo uma vida completamente infeliz, não gosto de sair de casa, é um tormento! Quando vejo caras que me atraem, já começo a me imaginar transando ou namorando com eles, é instantâneo. Queria por um fim na minha vida, porém não tenho coragem. Só queria saber o motivo disso tudo, não aguento mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *