É verdade que eu acredito que só existe gays afeminadas no mundo???

Uma questão que é muito recorrente nesse blog e que eu já respondi em algumas passagens por aqui é aquela que me pergunta se eu acho que todos os gays do mundo são “afeminados” e se por conta disso se dá o motivo
de eu ser virgem e não ter me relacionado com nenhum ser vivo até os dias de hoje, beirando já os meus 59 anos.

Em primeiro lugar eu gostaria de registrar que esse tipo de questão até me insulta, afinal, ela parte do principio que eu sou um homossexual novo, com pouca experiência na vida e que pode estar perdendo oportunidades devido à minha falta de conhecimento sobre a sexualidade humana…

Vamos então esclarecer esses pontos novamente, pela bilionésima nona vez:
Eu não divido a sexualidade gay ou bissexual em “afeminados” e “não afeminados”, embora a comunidade gay convencional adote bastante essa postura. Entre boa parte dos gays consuetudinários as coisas se resumem apenas em saber se a outra pessoa a se relacionar “tem local”, se é bonita, “discreta” (forma polida de se dizer “não afeminada”) e se é “flexível” ou não…
Eu realmente analisando esses rótulos, me sinto um gay conservador: eu não me interesso por gays sendo eles “discretos” ou “efusivos”, tão pouco defendo que todo homossexual se comporte feito uma mulherzinha afetada. E mesmo se ele se comportar feito uma patricinha afetada, esse gay provavelmente terá a “freguesia” dele que gosta dele assim! Do mesmo jeito que existe gays que gostam de outros gays TRAVESTIDOS de heteros, também devem existir aqueles que gostam de gays que são verdadeiras “putinhas” travestidas de mulher. Qual o problema? Cada um com o seu público! Eu mesmo me identifico como sendo “afeminado”, a “putinha” trancada num corpo maldito, uma mosca sem asas, assim como a personalidade sádica, sensual e dona de si da Mulher Gato, no filme do Batman, ela era uma mulher que vivia presa num corpo de uma secretária otária, insegura e que levava desaforo de todo mundo pra casa, mas a sua essencia não tinha nada disso e se revelou quando virou uma mulher felina.

Deixem o gay que é feminino ou “afeminado” em paz! A alma dele é assim, feminina. O “problema” é dele! Da mesma forma que existem homens com uma masculinidade irritante de tão máscula, é da alma dele! Vai me dizer que não tem quem gosta dele assim? Eu desde pequeno por exemplo, me identificava mais com as brincadeiras das meninas embora as vezes brincava com os meninos quando eles não eram muito agressivos. Prefiro mil vezes brincar de boneca, seguindo o meu jeito, do que aquele futebol maldito cheio de regrinhas irritantes e gritaria que não leva de nada a lugar algum. Isso quer dizer que todo gay gosta de brincar de bonecas e ser “afeminado”? Não!
De forma alguma! Temos homossexuais bem masculinizados e outros até “afeminados” que gostam de futebol qual o problema? A famosa travesti Rogéria é um exemplo disso.

Sim, temos gays muito masculinizados sim, veja os exemplos de Leonardo Vieira, Ricky Martin, Luke Evans, Luiz Fernando Guimarães, Colton Haynes,Agnaldo Timoteo, Robbie Rogers, Thomas Hitzlsperger, Miguel Falabella, Igor Cosso, Marcos Pigossi, Dave Kopay e muitos outros que eu não posso falar aqui, espero que com essa lista eu tenha provado, de uma vez por todas, que eu sei sim que nem todo gay é feminino/”afeminado” como a Roberta Close ou a Pabllo Vittar, eu estou careca de saber disso, o problema é que eu sou um gay sui generis: mesmo eu vendo outros gays bonitos e masculinizados, nenhum deles me atrai em absolutamente NADA!
Dá mesma forma que os mediuns sentem espíritos mesmo quando ninguém os vê, eu perecebo a personalidade gay mesmo quando ela não anunciada. O cara pode ser um gay travestido de macho matador que algo dentro de mim alerta que é enganação. As pessoas que são gays têm a soma de milhares de “micro trejeitos” que revelam a quem sabe ler, que eles são gays e não necessariamente esses micros trejeitos deixam as pessoas parecidas com mulheres. Eu não sei explicar.

Fazendo uma analogia grotesca: é como você sonhar em comprar um Iphone e aí lhe empurram um Hi-Phone que é uma réplica chinesa, os ícones são parecidos, o layout também, mas aos poucos você vai percebendo diferenças que não lhe agradam e que você procurava em um Iphone: velocidade, qualidade nas fotos, fluidez, qualidade no som, toques bem feitos, material e acabamento. Falo isso porque já comprei e sei como é frustrante. Tudo bem, o Hi-Phone pode até fazer ligações como um Iphone e ter uma bateria que até dure mais, além de lhe deixar gravar conversas em andamento em alguns modelos, mas o restante, não tem aquela qualidade que um Iphone tem, principalmente na rapidez e na qualidade das fotos quando ampliadas. Você pode não ser um técnico de telefonia mas percebe no dia a dia que comprou uma imitação barata e daí acaba pegando até raiva.

É a mesma coisa comigo em relação aos outros gays comuns. Eu sei e já vi que tem gays lindos e masculinizados, mas que no decorrer de uma conversa ou comportamento, você vai percebendo que está se tapeando com ele e que ele não tem aquela personalidade natural que lhe atrai e que um hétero exala naturalmente sem fazer força. Felizmente para alguns gays, só a casca do corpo do lado de fora conta, se o cara tiver o corpo masculino, ele já se satisfaz plenamente ou diz que se satisfaz. Não é e nunca foi o meu caso. Eu valorizo muito mais a personalidade em conjunto com o corpo. Eu já até ouvi um leitor desse blog dizer algo que eu acho que é verdade:
“–Gay não gosta de outro gay, ele fica com um apenas por falta de opção, o que ele gosta mesmo é de um heterossexual! À noite, quando um cansa da cara do outro, vai pra rua caçar cara novo nos bares!”

Acredito que seja verdade, mas não posso garantir que seja pois não conheço todos homossexuais do planeta.

Também acho profundamente irritante quando um gay comum, vem me dizer, achando que todo mundo funciona exatamente como ele, que sim, existem gays com o mesmo jeito e personalidade de um Justin Bieber, de um Eduardo Purkote ou da minha lista de heteros que exibo aqui, pode até ter aparência levemente parecida, mas a personalidade é outra, você conversa 5 minutos com um e logo percebe que se trata de um “Hi-Phone”, MESMO ELE NÃO SENDO “AFEMINADO” como uns gostam de dizer, você não gosta, não desce! Dentro de você não aceita, não se deixa enganar! Tem os gays que gostam de caras assim, réplicas de homens, que eles sejam felizes assim, mas não é o meu caso!

Os gays alemães por exemplo, em sua maioria eles são machudos, parecem até rapazinhos heteros um pouco, eu nem nunca vi um gay alemão fazendo a PINTOSA, nem por isso eu me atrai por algum deles.

Portanto parem de inferir que eu só gosto de HOMENS heteros porque eu teoricamente só conheço bichas afeminadas! Isso não é verdade! Conheço e citei acima homens gays másculos, não afeminados que mesmo assim eu
não me interesso por eles. Entendam o que é simples: tem gays que gostam de HETEROSSEXUAIS LEGÍTIMOS, assim como têm homens que gostam de mulheres enfermeiras e mulheres que gostam de homens militares. Eu gosto de homens heterossexuais. Simples assim.

Se mesmo assim, você gay comum, quiser se fazer de conta que para todo hetero existe um gay exatamente igual em personalidade, saiba o que é homem heterossexual do tipo que é valorizado nesse blog visitando o tiktok desse rapaz abaixo, ele é um exemplo de macho heterossexual que me agrada, ele é homem sem precisa forçar a barra , simplesmente é e pronto

Nossa, esse Arouca_Igor me tira o ar, ele manda qualquer imitação gay de homem, pro inferno! Meu pai! O olhar dele já diz: SOU HETERO LEGÍTIMO!
Tudo nele é hetero, dos contornos da mão, até os pés! Antes de me perguntarem porque gosto de hetero, visitem o tiktok dele!

´É por isso que eu sou virgem , nunca que um cara assim, como esse de cima vai querer me comer, nem eu nascendo e morrendo umas 14 vezes, um deus da heterossexualidade assim vai me querer!

8 thoughts on “É verdade que eu acredito que só existe gays afeminadas no mundo???”

  1. Sei lá, amigo… Mas eu sinto que seu caso é um pouco mais complexo, sabe? Quando eu leio seus relatos, eu não vejo um gay que gosta de héteros e sim uma mulher trans que gosta de héteros.
    Mulheres trans geralmente não conseguem se sentir atraídas por gays, por mais “masculinos” e bonitos que eles sejam, talvez esse seja seu problema. Vc não é um gay, nunca foi… Mas posso estar errado, é claro… É só um palpite.

    Enfim, estava com saudades dos seus posts. Que bom que voltou.

    1. Realmente, pode ser. A grande parte dos gays se interessa por tudo que seja do sexo masculino. Eu não. Mas enfim, nessa altura do campeonato, mudar de sexo me can$aria demais. Deixa pra lá!

  2. Realmente na sua idade fica difícil, né? Pra falar a verdade, eu tenho 27 e já me acho velho pra isso. Sim, eu também tinha vontade de transicionar, mas não tive coragem de começar na adolescência (que é o ideal) na verdade não tinha nem informação e conhecimento sobre esse assunto, agora com a idade que tenho, é capaz dos hormônios não funcionarem e os resultados não vão me deixar satisfeito, a testosterona já fez o estrago, né? Fora que é um processo muito caro e eu tô ferrado financeiramente (sempre estive) ou seja, é um sonho que infelizmente não posso realizar nessa encarnação. Só posso torcer pra que na próxima eu nasça mulher, finalmente.
    Então estou na mesma situação que você, preso em um corpo que eu odeio, em um corpo que causa nojo nós homens que eu desejo e vai ser assim até eu finalmente morrer e descansar, se é que realmente existe descanso após a morte.
    Hoje em dia já estou aceitando mais essa situação, tento me satisfazer com outras vontades, principalmente comida e espero ansiosamente o dia da minha morte, já que não tenho coragem de me matar ou algo do tipo, sou muito medroso.

    1. É… E já vou logo avisando que com o passar do tempo, a gente fica tão desesperançoso com esse problema que acaba largando mão e se contentando com a masturbação mesmo. Hoje em dia, dentro de mim eu sinto atração por caras, mas sei que esses caras são um verdadeiro nojo, eles são pessoas interessantes sexualmente, mas assim, no nível comportamental, são totalmente desinteressantes que nem valem a pena.
      Eu particularmente nunca tive coragem nem se quer em pensar em mudar de sexo de forma real, nas minhas masturbações eu me imagino usando de poderes mágicos para tomar o corpo de uma mulher numa noite qualquer para fazer tudo o que meus desejos mandem, tipo a figura mítica do lobisomem. Operar de fato, eu nunca cogitei, eu tenho medo de mexer no meu corpo, tenho medo da sociedade, tenho medo da parte burocrática, eu imagino que deve ser um tipo de “reset” existencial. Além do mais, eu acho que eu seria muito mais vulnerável do que já sou sendo uma mulher trans. Também tem o fato da idade.
      Hoje em dia o meu maior sonho era ser uma pessoa rica, um bon-vivant, eu até escolheria viver assim como estou mas tendo uma boa vida, enfim, são tudo sonhos.
      Quanto a morrer, o povo do ocultismo fala muito desse assunto, mas cá entre nós, o sobrenatural só aparece para eles, comigo, nada de significativo acontece, então posso garantir que ele exista.
      Algumas pessoas descontam tudo no prazer nos alimentos, só que os alimentos geralmente são venenosos e causam doencinhas chatas no futuro.

  3. Gente, todos nós passamos por situações complexas, vcs não estão sozinhos. No meu caso, nunca tive vontade de transicionar, sempre gostei de coisas masculinas, roupas, comportamento, gostos, personalidade. Sou homem e gosto de ser homem. Se eu pudesse seria mais ainda. Claro que como homossexual, jamais terei a masculinidade de um hetero e sou ciente. Mas, como vcs dois só sinto atração por héteros com H maiúsculo, inclusive até transo, mas eu pago. Já fiquei com… Lutadores, jogadores de futebol, pitboys, traficantes, etc… Gay pra mim e mulher da no mesmo. Pode ser lindo, musculoso, emular comportamentos masculinos, mas sempre falta alguma coisa, um tempero. Eh algo inexplicável que poucos entendem. Enfim… Nossa vida é um lixo. Eu transo mas vcs nem imaginan a burocracia que eh, sem falar que eles são cheios de restrições. Mas eh isso ou nada! Enfim… Seguimos, que um dia todo isso acabará para sempre!

  4. Interessante o relato de vcs: vcs alegam ter nojo do próprio corpo. Já eu não consigo me imaginar como mulher. As vezes fica pensando….a transexualidade só pode ser um extremo da homossexualidade, muito embora identidade de gênero e orientação sexual possam se dissociar. Porém eh fato que a maioria esmagadora dos trans se levar em conta o sexo biológico, são homossexuais. Nenhum gay consegue ter uma masculinidade genuína, o que né leva ainda mais a crer que transexualidade e homossexualidade são só continuuuns, mas enfim… Se dependesse de mim eu seria hetero mesmo e estaria feliz com uma ou centenas de mulheres, porém a natureza eh um troll

  5. Conheço esse blog de longa data e agora o “Marcos Pigossi” não te atrai, pq se assumiu, mas antigamente quando ele fazia papel de gay na novela e não era assumido vc dizia q tinha tesao nele pq mesmo ele fazendo papel de gay ele emulava sua “natureza” hetero, q msm ele interpretando um gay vc tinha tesao nele por causa disso. kkkk O que tem a dizer sobre isso?

    1. Se você realmente acompanha esse blog de longa data, deveria se lembrar que na época eu disse que o personagem dele era interessante, mas não o ator. O mesmo já aconteceu comigo quando Caio Blat interpretou um calhorda numa novela de época, o achei interessante também. Veja o exemplo oposto de Mateus Solano, e a bicha má Felix.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *