Taras sexuais de um gay virgem – o Iaco

Vocês que moram no Brasil em São Paulo, conhecem o pichador Iaco? Pois é , eu quando andava nas ruas de São Paulo sempre via pichações com o nickname (apelido) de Iaco e isso me chamava a atenção para algumas taras que eu tenho com pichadores. Como todos sabem, eu sou um gay que gosta de homens exclusivamente heterossexuais e o pichador em grande parte dos casos carrega em si as características masculinas de um heterossexual: temeridade, agressividade, vestimentas másculas, vida no olhar,  desobediência e vontade de penetrar onde é proibido.

Os pichadores usam vestimentas que simbolizam muito a masculinidade  que tanto apreciamos, nas suas vestimentas incluem-se o tênis, um tênis bem feito geralmente é algo bem masculino e agressivo devido aos seus traços e reentrâncias que simbolizam irreverencia e rebeldia , já o seu conforto representa o prazer e seu tamanho e posições representam o órgão genital masculino, por isso alguns tênis, principalmente aqueles de skatistas em um pichador é algo que me excita por demais.  Vou confessar:  eu adoro homens heterossexuais com tênis de skatista caros ou com chuteiras chamativas daqueles que alguns jogadores profissionais usam.

No Brasil pichadores escrevem os seus nomes e suas mensagens no topo de prédios com mais de 10 andares, deve ser preciso muita testosterona para um rapaz se arriscar tanto. Eu tenho uma fantasia muito excitante com esses pichadores como o Iaco: o meu fetiche seria ser uma mulher vestida de camisola, morando em um prédio alto no ultimo andar, vivendo sozinha e de repente um grupo de rapazes desconhecidos e pichadores, para escaparem de forma perfeita de sua contravenção começam a invadir minha casa pela janela para não caírem, então eles pisam com aqueles tênis meio sujos por fora em minha janela e começam a entrar naquele clima efusivo que os rapazes heteros sempre criam quando estão excitados, então eu apareço no quarto onde eles entram e começo a provocá-los om gestos sensuais enquanto todos estão suados e agitados, levo todos pra cima da minha cama sem nem ao menos tirar a roupa e o sapato deles, quero sujar a minha cama de homens heterossexuais mesmo, quero sentir cheiro de suor masculino misturado com perfume barato e testosterona , quero ser abusada por um monte de mãos ossudas , quero satisfazer os instintos selvagens daqueles contraventores. Quero chupar os pichadores sem ao menos saber qual é o nome deles.  Sim, quero homens assim, sem aquele jeitinho de mulher que sempre rapazes gays ou bissexuais deixam vazar.

O pichador na verdade simboliza a virilidade pois ele sente prazer em espalhar seu esperma psicológico em coisas que não suas, ou seja, paredes e casas fechadas que simbolizam a vagina, aquilo que não pode ser penetrado sem autorização.  O pichador quer deixar a sua marca, ele quer exibir o quanto é macho deixando seu esperma grudado na posse dos outros machos inferiores. Nada mais heterossexual do que impor a sua virilidade aos outros. Isso me excita.

É por isso que eu quero machos como o pichador Iaco. É por isso que eu me atraio exclusivamente por homens que são naturalmente heterossexuais, eles transformam a sua vontade de penetrar a vagina em atividades físicas arriscadas que mostram o quanto eles querem penetrar em tudo, pena que só as moças são as felizardas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *