Por que ninguém se apaixona por gays?

A paixão e o sexo são os amortecedores da vida. Quando um heterossexual tem um grande problema em sua vida: seja doença, dívida, briga ou morte de alguém que o bancava, ele vai buscar apoio emocional da amante, da namorada, da esposa. A mulher hetero é a mesma coisa. Já o gay, chupa uma manga…

Pois bem, eu desde muito pequeno sempre achei que iria encontrar a paixão, o amor da minha vida. Eu sempre achei que aquele menino bonitinho e carismático da minha escola fosse gostar de mim, na verdade, nem o feio e taciturno se importavam com a minha existência, quanto mais o bonitinho. E por que?

Pra mim, a atração sexual e afetiva nada mais é que um mecanismo reprodutivo sacana e sofisticado, explico melhor: os nossos corpos estão aqui atualmente devido à condição biológica de sempre tentar se adaptar ao meio adverso, isso durante milhões de anos teria gerado padrões celulares e químicos privilegiados(oriundos da seleção natural) ditando comportamentos em nossa vida.  A primeira coisa que temos que observar é que uma estrutura biológica procura se manter viva e obtendo do meio insumos para isso. A atração por uma pessoa “bonita/forte” nada mais é que o nosso corpo egoísta querendo para si as características do outro corpo saudável para que, de alguma forma ele obtenha benefícios para conseguir ficar mais tempo vivo e protegido. Ninguém vai se apaixonar por algo que o corpo classifique como sendo problemático para se unir a si, como por exemplo, uma pessoa com síndrome de proteus. Nós homossexuais somos enxergados pelo sistema biológico dos homens como pessoas com síndrome de proteus.
Eu sei que é triste, mas me parece que o sistema biológico de um homem não vê em nós utilidade alguma. Pelo o que me parece, o sistema biológico entende alguns sinais do outro corpo, ele analisa o corpo do outro ser humano de forma inconsciente para determinar se ele é vantajoso em se tratando de reprodução com uso da sua própria carga genética. Se não for, ele descarta, se for, ele cobiça.

Bom, eu nunca tive relacionamento afetivo ou sexual com ser algum mas eu me arrisco a dizer  que a paixão, por tudo isso, nada mais é que o recalque de algumas de nossas propriedades visualizadas e cobiçadas no OUTRO. A biologia teria com isso a intensão de buscar fazer o cruzamento entre indivíduos para que os novos indivíduos gerados se adaptassem mais ao meio ambiente e à mudanças do próprio planeta, o que me falta, o sistema biológico vai querer pra mim ou para pôr em um descendente meu que na verdade seria um segundo eu biológico, na verdade nós somos biologicamente os nossos antepassados misturados. Por isso quando nos apaixonamos ou nos excitamos, queremos algo do outro que não temos ou que não queremos usar. É quase como aquela pessoa de casa pobre que ao passar por uma casa de móveis decorada, deseja ter a sua casa igual. Portanto a paixão é a busca do que o seu sistema biológico e mental querem ser. Por isso que a unidade biológica busca mostrar o que melhor funciona em si, para conquistar o outro.

Agora vem o problema: se a paixão é a busca do que eu quero ser, recompensada por orgasmos(o salário da atração é o orgasmo) , quem numa sociedade preconceituosa e atrasada iria almejar ter as características de um homossexual, depois recalcá-las para depois se apaixonar por um gay? Um gay geralmente já tem quase todas as características  físicas que um homem tem, por isso, teoricamente a cobiça biológica(paixão) seria nula ou muito fraca e fugaz, o corpo do homem heterossexual que é tão cobiçado por nós, sabe que biologicamente nós gays representamos que não temos utilidade para eles continuarem vivendo por nós(multiplicação), no máximo serviremos para dar destaque sexual à mulheres que são nossas amigas, mães ou irmãs, afinal o sistema biológico do homem heterossexual, teoricamente, perceberia que uma cria dele teria mais chances de sobreviver em mulheres que tivessem mais pessoas assexuadas para se dedicarem a cuidarem da prole alem da própria mãe e do pai. Talvez por isso o ato sexual heterossexual seja mais prazeroso e intenso dentro do adultério. Ou seja, nós gays que gostam apenas de heteros, alem de termos uma vida sexo afetiva nula, ainda por cima ajudamos as nossas amigas e mães ficarem mais atraentes para os machos que gostaríamos de ter.
Ou seja, ao que tudo indica, nós gays nascemos para sermos pajens… Eu adoraria estar errado sobre tudo isso mas acho que não estou. Realmente, a biologia é simplesmente egoísta e cruel.

2 thoughts on “Por que ninguém se apaixona por gays?”

  1. Que bad viu amigo, realmente deve ser bem complicado ser gay e gostar apenas de hétero. De fato hétero nenhum vai sentir atração por gay, nunca mesmo, mas sabe quem sente atração por gay? Outro gay! E o sentimento é real, puro, inconfundível, belo e coerente. Então força, e procura uma ajuda profissional, vai te ajudar muito no processo de auto-aceitação. Você não precisa se sentir rejeitado, todo ser humano pode ter o amor que merece. Muita paz e claridão no seu caminho!

    1. Uma mulher aceitaria mais ainda um gay do que um outro gay, então eu deveria também procurar um profissional para aceitar que eu sou homem e que teria que gostar de uma mulher?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *