Todo heterossexual quer comer a própria mãe espiritual

Os heterossexuais têm uma vida sexual tão farta, tão rica, tão cheia de interação não é? Sempre eles estão em busca das bucetinhas deles que estão a sua disposição em vários locais. Eles fazem questão de sempre ser mulher, mulher, mulher! Viado jamais, não é?

Pois bem, eu tava vendo um livro de um cara que usa terapia de hipnose para resolver alguns traumas em seus pacientes, nisso uma mulher foi lá reclamar de algumas coisas, incluindo uma coisa que nem o terapeuta sabia como resolver: uma dor de cabeça crônica. Ele avisou pra mulher que esse negócio de dor de cabeça ele não ia saber resolver mas o restante, poderia ver…

Aí essa mulher fez uma hipnose e descobriu que numa vida antiga ela era uma menininha doida andando num morro cheio de pedras procurando a mãe, estabanada e louca como toda criança, escorregou, bateu a cabeça e se viu sangrando muito mas curiosamente ela se viu sim mas fora do corpo, saia muito sangue, então surgiu uma mulher de branco, sexy , fazendo a egípcia e tirou a menina do lugar a levando para um lugar florido e bonito como sempre sem dar maiores detalhes, só mandou a menina ter paciência.

Novamente a menina nasceu, dessa vez numa família com um pai bravo que abusava dela sexualmente, num ‘belo dia’ o pai dela ficou com raiva do nada dela e saiu correndo atrás dela com um pedaço de pau enorme na mão pra dar nela, correram, correram mas a menina não escapou, levou uma paulada na cabeça, caiu, foi estuprada e morreu! Foi levada para o mundo espiritual cheio de jardins.

Depois a tal menina se preparou de novo, dessa vez para nascer no corpo de um rapaz, todo heterossexual como aqueles que o criador desse blog relata sofrer de amor por eles. A menina nasceu e agora era Pedro, Pedro nasceu numa família legal onde era bem amado, classe média e que tinha tudo para progredir. Só faltava ter nascido como aqueles pitboys novinhos e maconheiros de Vila Mariana… Pois bem, Pedro estava na fazenda dos pais e se engraçou com uma mocinha loira chamada Joselite, aquelas mocinhas que sempre que você gosta de um hetero qualquer ela surge dos infernos pra catar o cara e posar com ele rindo fazendo biquinho no instagram pra te fazer inveja, claro, Pedro hofobicozinho que era estava fascinado pela vadiane de net, a Joselite.
Pedro adorava ser aqueles caras que sentem nojinho trivial de viados, todo rapaz como ele ostenta isso, mal sabia o coitado, tão heterossexual mas  nas outras vidas cansou de ser uma “racha”, oh meu pai, que ironia!
Pedro então andando na fazenda para procurar a sua amada, encontra num lugar com um guincho enorme que se solta e bate com tudo na sua cabeça, novamente Pedro morria de cabeça quebrada e novamente uma moça de branco fazendo a egípcia  o tira do local e o leva para um local lindo, parecendo o bairro Jardim Europa em São Paulo(lugar de heterossexual poderoso em SP) , chegando no tal lugar Pedro se senta debaixo de uma árvore e fica meio triste pois tinha uma vida de garanhãozinho hetero muito promissora para perder assim, tão cedo. Morreu dessa vez com 18 anos. Talvez se fosse um viado que gosta de heteros como  é o caso do dono desse blog, viveria uns 118 anos. Então a moça que fazia a egípcia disse a Pedro para ter calma pois tudo estava acontecendo no momento adequado, toda pessoa entendida de espiritualidade é cheia desse papinho que tudo de ruim acontece mas tudo tá bom, basta ter paciência, ok…

Pedro então quer saber por que ele sempre morre com a cabeça quebrada, para tirar essa dúvida, a moça que sempre o recolhe o leva num palácio onde teriam entidades que poderiam tirar a sua dúvida, a sala tinha um enorme telão onde muitas coisas seriam mostradas a ele.
Então Pedro vê no telão uma reencarnação muito antiga dele, nessa vida ele era um rapazinho hetero, tipo esses do meu blog, todo gostosinho e cheio de si, era um rapaz tão vistoso que uma quarentona decidiu que o teria a qualquer custo! A velha foi lá, como toda mulher velha, conseguiu o que queria: dar pra menino novo!
A velha deu tanto pra esse jovem que ordenou que ele seria seu escravo sexual pra sempre. Bom, ao contrário de hoje em dia que toda velha suborna menino novo pra foder em troca de tênis e vídeo game, naquela época ela apenas dava moradia isolada num palácio , roupa e comida, porem como um prisioneiro.
O tal jovem gostoso e requisitado fugiu, a velha mandou os seus capangas dela o pegarem, dar uma surra nele e trazê-lo de volta. Pois bem, ele foi capturado, apanhou até cansar e foi devolvido à sua dona. Então cansado daquela situação de escravinho sexual da velha, o jovem pegou uma pedra e lascou na cabeça dela sem pena, sem remorso algum, a velha ficou sangrando e morreu. Ele estava lindo e soltou, foi viver a sua nova vida de solteiro.

O espírito dessa velha saiu do corpo mas não quis retornar para o mundo paradisíaco de faz de conta que esse pessoal diz existir. O espírito da velha queria apenas vingança , só vingança!

O terapeuta que hipnotizava suspeitou que a dor de cabeça da sua paciente  era provocada, então ele a hipnotizou de novo dando ordens de investigar se nos locais onde havia morrido se havia alguém escondido vendo tudo. Foi tiro e queda!
Em todos os locais onde a paciente regredia e morria de cabeça quebrada estava o espírito da tal velha, o espirito, sabe-se lá como, conseguia provocar as situações de acidente de Pedro, inclusive entrando nas pessoas para fazê-las  sentir raiva dele a ponto de querer matá-lo. Não importava se Pedro, o gostozinho, nascesse mais como mulher do que homem, o espírito da velha queria sexo e vingança a qualquer custo sempre!  Foi revelado que Joselite, a  vagaba por quem Pedro se apaixonara, era na verdade a sua mãe naquela época que ele era uma menininha perdida no morro de pedras. Por isso o seu apego sentimental a ela.

Resumindo, a paciente acabara de descobrir que as suas dores de cabeça tinham relação espiritual com a perseguição de um espírito que lhe havia feito de escravo sexual ostensivo através do sexo oral lá na época de Roma antiga. O espírito da velha acostumado a chupar na força esse rapaz , queria aquilo pra sempre, como era velha e feia e não tinha tênis e vídeo game para dar, levou uma pedrada na cabeça e assim como numa novela mexicana, procurou executar a sua vingança a QUALQUER CUSTO! O espírito da velha não queria ir para o spa virtual para onde todos espíritos mortos recentemente vão tirar férias, ele queria ficar na terra mesmo se vingando de Pedro.

Bom, eu fico pensando se essa estória for verdade, naqueles casos de homens bonitinhos que adoram matar travestis esquartejados numa mala e deixar os pedaços sangrando na Amaral Gurgel e na Cidade Universitária… O que espera por eles?

E as mulheres chatas que ficam querendo me tratar como pet, será que já foram machinhos tesudos nas outras vidas? Será que essas mulheres que eu invejo já foram homens?
Meu pai, o mundo da religião está me deixando paranoico!

Depois disso eu comecei a pensar que as coisas repetitivas e chatas que me sucedem podem ser causadas
por espíritos filhos da puta que me perseguem. Eu heim! Que paranoia!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *