Se existir a espiritualidade das EQMs qual o sentido da minha vida como gay

Sabe, quando eu consigo ficar sozinho em casa eu entro em vários aplicativos e redes sociais, talvez por conta de no fundo sempre existir uma vontade de ter uma relação sexo-afetiva com alguém que eu queira, entre esses aplicativos eu costumo entrar no Zello, é um aplicativo de uso de voz que deixa o telefone tipo um nextel, pelo fato de eu ser muito reprimido devido a minha sexualidade, nesse aplicativo eu procuro entrar em salas onde a balburdia rola solta, lá eu posso ser eu mesmo, ao contrário da vida real onde eu tenho que ficar fingindo não querer namorar e fazer sexo o tempo todo, por adoro ficar nas salas de xingo como a
‘Putaria Brasil’ , lá entram vários heteros do estilo ‘mano, maloqueiro e trombadinha’ , alias, a maioria dos homens do Zello brasileiro são desse estilo. Você sabe que no meio desses tipos de cara você irá ter brigas e confrontos o tempo todo, você sabe que irá lhe dar com o pior do preconceito que o ser humano tem a oferecer mas a atração sexual reprimida fala mais alto.

Pois é, eu entro na sala, falo o que sou, falo o que gosto, com intuito de chocar e ao mesmo templo esclarecer sobre o mito de que viado só gosta de outro viado, então eu sou zoado, os caras pelos quais eu me sinto mais atraído e eu falo na cara e eles sentem nojo, me xingam e tudo o que é esperado. Porem quando entra uma mulher na sala, eles a tratam como uma rainha, deusas, pessoas dignas de proteção de um exército, o clima é de avacalhação e putaria como vocês podem apreciar nesses dois links de voz:
https://zello.com/shared/KSKMkWIkwqXM
https://zello.com/shared/nRk36G2BKtQE
porem essas mesmas mulheres que ficam sendo assediadas pelos homens que eu tanto queria, ficam dando em cima de mim, sim, elas ficam me assediando também aí eu paro e penso:
Se existe espiritualidade como é contada nos casos de EQM (experiencias de quase morte) e não nesses contos malucos de espiritismo e da bíblia dos evangélicos, qual seria o propósito de eu ser tão massacrado assim: quero homens mas mulheres dão em cima de mim, quero um cara e uma vagabunda vai lá e casa com ele, em casa tenho que conviver com a minha mãe que é prostitua e tem uma vida sexual oposta à minha, alias, nem vida sexo-afetiva eu tenho. Qual o propósito espiritual, se existir de ser tão contrariado assim?
As vezes eu vejo uns caras que me atraem tanto, tanto que tenho vontade de vomitar de tanta excitação concentrada, as vezes você vê um cara que cumpre todos os seus fetiches mas tem que ficar se fazendo de pedra de gelo, não pode fazer nada. Eu queria abraçar, beijar, cheirar, apertar, puxar, pegar pra mim como se fosse um felino pegando sua caça, mas não posso, a outra pessoa que me alegra nunca me quer.

Na sala de zoeira de voz, tem muita coisa que me faz rir, mas depois eu vendo todos os homens sendo grosseiros comigo ao mesmo tempo que ficam  todos solícitos e fáceis para as mulheres heterossexuais, me dá uma mágoa, um sentimento de ser uma criança abandonada, nem lar, sem pais, sem ninguém. Me deixa triste, eu não tenho nada contra as outras mulheres que são livres terem os homens delas, até me excito com homem fogoso por mulher, mas eu me sinto triste, triste por não ter espaço pra mim, não ter carinho e disputa por mim, meu ego fica destroçado,  o meu sonho era galinhar no meio dos homens feliz, com fartura de putaria pra todo mundo que quisesse, sem segregação, todo mundo tivesse quem lhe agradasse pra fazer todo tipo de depravação que quisesse, mas infelizmente só as mulheres na sala têm isso, eu me sinto por isso tudo um escorraçado, isso dói. Eu queria  muito sentir que fui desejado por quem eu quis e gostei para suavizar a dor do meu ego, da minha estima, eu queria muito brincar de fazer sexo, saber o que é fazer sexo com aquela vontade louca e desesperada , eu queria dar carinho para os homens que eu gosto , eu queria tudo isso mas não posso!

As vezes eu fico até imaginando loucuras consolativas como por exemplo: nós somos mais do que uma pessoa e estamos divididos em outras dimensões, de repente esses heteros que me desprezam aqui, em outra realidade dimensional eles gostam de mim, que triste ter que se conformar com uma tese tão cretina e besta como essa, mas é o que me resta além do xvideos, site esse que me alegra e que me deprime ao mesmo tempo, me alegra por eu ter a oportunidade de ver aqueles caras que eu gosto gemendo de prazer ao comerem uma mulher, mas também me deixa triste por saber que só eles podem fazer o sexo com vontade, gana e gosto, eu não.

Bom, enquanto a espiritualidade e o sobrenatural não contam pra mim o motivo da minha afetividade ser arruinada de forma tão forte, eu gostaria de mostrar a vocês o caso de uma mulher que sonhava com os detalhes do dia da sua morte e que se tornaram reais no dia em que ela morreu:

Como eu queria ter uma experiencia sobrenatural positiva para decifrar esse meu sofrimento que é ter vontade sexual por pessoas que são indiferentes a mim, isso é um suplício!

Bem, depois de sair do Zello sem achar ninguém, o que é uma norma, fui para  o app BIGO LIVE, um aplicativo confuso onde você abre a CAM e 65 pessoas estranhas começam a te ver e entrarem na conversa, pois bem, fiquei me fazendo de bicha francesa lá, mostrei a minha cara, os rapazes brasileiros tinham a tara compulsória de demarcarem o seu machismo me xingando, me zoando, me tentando diminuir, mas as mulheres quando entravam, algumas queriam contato comigo e diziam que gostavam de mim, bom, realmente é um sofrimento bem complexo o que eu tenho: sou gay e gosto de heteros, sou gay e atraio mulheres e gays! Que triste, por isso que todos os dias eu penso em me matar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *