O otimismo babaca das mulheres e o desprezo mundial contra os gays

No meu emprego, diariamente eu escuto as mulheres fazerem aquele personagem de sempre: a mulher dinâmica, otimista que fala sobre qualquer assunto com qualquer um sem entender nada, basta uma delas ouvirem alguém comentando algo diferente , elas já se intrometem e dão vários palpites impulsivos e opiniões esdrúxulas sem o mínimo de reflexão e ainda por cima, daquela forma ‘descontraída’ que quebra a vigilância de quem costuma ser superficial, isso é mil vezes pior quando no local existe um homossexual dando abertura a elas, aí elas pintam e bordam em cima. Elas acham que porque elas são amadas, assediadas e abusadas desde pequenas, os homossexuais também serão e que o gay não ter outra pessoa, é apenas uma fase…  No meu emprego não é raro essas mesmas mulheres afinarem bem a voz para começarem a cantar, sim, do nada, no meio do silêncio elas começas cantar como verdadeiras cantoras! Claro! Dão a buceta 24 horas para vários carinhas ali que não se sabe, depois os seus maridos otários ainda vêm à porta da empresa pegarem as ‘princesinhas’ de carro, até eu viveria cantando nessas condições.

Eu lembro que o primeiro pitaco que recebi de uma mulher sobre o meu drama foi em 1999, eu me desabafei com ela sobre o menino que eu gostava no colegial e ela mandou eu ir lá me declarar mesmo!
Mandou eu mandar uma carta e assumir! Fiz isso e a situação se degringolou a ponto de eu ser linchado(espancado com chutes na cabeça) em plena Vila Mariana, numa vilinha de predinhos apelidada pelos machos teens que ali habitam  de ‘Conjuntão’ , por pouco eu não tive sequelas por apanhar tanto naquela quadra misturada com um parque. Vai lá! Segue o seu coração! Vai atrás do que a sua amiguinha manda para você o que irá lhe acontecer… Elas acham que esse negócio de homofobia é coisa do passado, claro! A vida delas é ser desejada, elas vivem numa situação oposta à nossa. Veja que até em outras partes do mundo as ‘amiguinhas de homossexuais’ estão lá para fazerem o circo pegar fogo, olhem esse depoimento desse adolescente alemão que se descobriu gay:

Hallo!
ich bin ein Junge, seit 2 Wochen 16 Jahre alt und bin mir sehr sicher, dass ich schwul bin… Schon das zu schreiben und nicht innerlich zu verdrängen kostet mich viel Überwindung.
Ich habe es schon früh mitbekommen. Das ich es bin, daran liegt kein Zweifel… Ich fühle mich sowohl gefühlsmäßig als auch sexuell zu meinem Geschlecht hingezogen.

Um das vielleicht anzumerken: Ich gehöre zu der Sorte Jungen, die viele Freunde haben, sich cool aufführen, Markenklamotten tragen und viel Wert auf das Äußere legen ( nach oben gegeelte Haare, keine Pickel, coole Klamotten usw.). Das sage ich, weil es mir dadurch extrem schwer fällt, davon irgendjemanden zu erzählen. Nicht einmal meiner Psychologin, zu der ich wegen eines anderen Problems auch gehe ohne das einer davon weiß, habe ich es erzählt, weil es mir exrem unangenehm ist.
Ich bin sehr sehr verzweifelt… Es gibt Tage wie diesen, da googel ich Fragen wie “Schwul, was tun?” und schaue mir Videos dazu an, höre Musik und muss einfach weinen, habe manchmal auch “Agressionsanfälle” wo ich am liebsten gegen meinen Tisch boxen würde…
Was soll ich tun? Ich hätte schon sehr gerne einen Freund und fühle mich in der Richtung sehr einsam. Aber… woher soll ich wissen, wer auch schwul ist? Ich würde mich überhaupt nicht trauen, jemanden anzusprechen ô.o Nicht nur, dass ich mir blöd vorkomme, auch die Abfuhr, wenn es jemand mitbekommt? Um Gottes Willen…
Aber ich brauche es, ich bin ganz verzweifelt, ich muss es eines nahen Tages tun, wenn ich nicht unglücklich sein möchte.

Könnt ihr mir vielleicht einen Rat geben? Was kann ich tun, um auch glücklich zu sein? Wie und wo kann ich jemanden ansprechen? Sollte ich es meinen Eltern erzählen und wenn ja, wie? Habt ihr Erfahrungen in der Richtung? Wie soll ich damit umgehen? An wen kann ich mich wenden, um meine Sorgen loszuwerden?

Vielen Dank für Antworten im Vorraus 

Resumindo, o adolescente diz que vive entre outros meninos que valorizam a boa aparência, as roupas de grife e o bom comportamento, como todo adolescente alemão, é meio ‘mauricinho’, ele tem 16 anos de um tempo para cá uma questão vem tirando a sua paz, ele diz que está sentindo atração sexo-afetiva por pessoas do mesmo sexo, para ele essa situação é muito vexatória a ponto dele não se abrir com ninguém. Ele queria falar com alguém sobre como é ser gay, como entrar em contato com alguém para saber como ser feliz nessa situação e se ele deve ou não contar aos seus pais. O menino tem mais medo de se abrir com o pai do que com a mãe.

Bom, o macho alemão é também homofóbico mas não nos níveis absurdos que o homem latino brasileiro é. O homem latino brasileiro sabe muito mais do que um europeu fazer um verdadeiro inferno na vida de um cidadão pelo fato dele ser homossexual, se o homem brasileiro puder pagar para sair em destaque no jornal que fulano é gay de forma pejorativa, 7 dias por semana durante o mês, ele o fará!
O homem brasileiro sente a boca salivar por tamanha satisfação em poder destruir moralmente um homossexual, é um prazer sádico! Já o homem alemão, finge que ser ético mas também não atura gays.

Bom, voltando ao relato do jovem alemão gay, de repente surge uma moça otimista, provavelmente pelas razões que eu citei acima e responde:

Hallo!
Ich kann mir gut vorstellen, wie es Dir gerade geht. Einige meiner besten Freunde sind auch schwul und haben auch so gelitten, wie Du.
Ich würde Dir raten, Dir Zeit zu geben. Der Gedanke schwul zu sein ist noch neu für Dich. Du musst Dich erst daran gewöhnen, aber das wird mit der Zeit besser, glaub mir. Nach und nach wird das immer mehr ein Teil von Dir und Du wirst lernen, das zu akzeptieren und dann wird es Dich auch nicht mehr belasten, so dass Du ein glückliches Leben führen kannst. So schwer es auch ist, Du wirst wahrscheinlich nicht von heut auf morgen souverän und zufrieden damit umgehen können, aber wenn Du Dir etwas Zeit lässt und den Druck rausnimmst, wird es bald soweit sein.
Dann wird es auch leichter für Dich, schwule Freunde zu finden und auch eine Beziehung. Du bist ja erst 16 und hast noch so viel Zeit. Du solltest jetzt nicht unbedingt gleich darüber nachdenken, wie Du mal einen Typen ansprchen würdest. Ein Schritt nach dem anderen! Du musst es jetzt erstmal selber akzeptieren, dass Du schwul bist. Dann wird es Dir auch eines Tages genauso leicht (oder schwer) fallen, wie wenn Du hetero wärst.
Versuche Dich nicht in erster Linie aus “schwul” zu definieren. Du bist zwar schwul, aber Du bist auch einiges andere auch, oder nicht? Deine Familie, Deine Freunde, Deine Hobbys, das alles wird sich nicht ändern.
Es wäre sicher gut, wenn Du mit irgendjemandem reden könntest, denn das wird dich erleichtern. Wie ist denn Dein Verhältnis zu Deinen Eltern? Hast Du ältere Geschwister, oder eine beste Freundin, oder einen Lehrer, dem Du vertraust?
Du brauchst keine Angst davor zu haben, dass Du niemals glücklich wirst. Das wirst Du ganz sicher. Gib dem Glück einfach Zeit zu kommen und beschäftige Dich derweil mit anderen angenehmen Dingen.
Viel Glück und mach Dir keinen Kopf! Das ist alles nicht so schwer, wie Du jetzt denkst!

 

Traduzindo: ela ‘cozinha’ o rapaz dizendo que entende como deve ser duro o que se passa na cabeça dele se mostrando muito solícita e ética, depois ela fala que esses problemas irão melhorar com o tempo e se ele se aliviar com o tempo de tanta pressão dele mesmo, tudo irá melhorar. Sabe aquelas opiniões genéricas sobre tudo? Pois é, a menina foi fantástica nisso como todas são, ela ainda diz que o rapaz tem ainda 16 anos e que é muito  pela frente para viver… Entenda-se ‘viver’ como eufemismo para ter uma vida sexual. Pois é, eu como 14 anos escutava exatamente isso, hoje eu tenho mais que 50…
A moça ‘amiga’, como toda boa menina, incentiva o menino a se abrir com alguém, ela diz que ele precisa se abrir sobre o assunto com alguém! Coitado! Esse está lascado se seguir os conselhos dessa ‘amiguinha bondosa’! Ela termina dando um verdadeiro consolo hipnótico que não quer dizer nada , afirmando que o menino não precisa ter medo de nunca ser feliz, ele deverá se envolver em coisas mais felizes para se distrair.

Nossa! Se essa moça fosse brasileira eu me arriscaria a dizer que ela é espírita. Todo espírita manda os homossexuais se comportarem bastante sem ter promiscuidade, como se promiscuidade fosse norma e exclusividade apenas dos homossexuais, você  por acaso já viu um espírita falar da promiscuidade masculina dos heterossexuais como fala dos gays? Eu nunca vi espírita falar de homossexualidade sem logo em seguida puxar o assunto da promiscuidade… Tipo o bolsonarista que puxa o assunto de homossexualidade e logo dá um jeito de puxar o assunto da pedofilia para coligar os dois assuntos propositalmente.

Essa menina que deu o conselho pro jovem gay  deve ter se inspirado nela  mesmo para responder: menina, desejada por 937.546.546.735.467.453.836.743.658⁹ homens , desde muito cedo acostumada  ter tudo  na vida , tudo vem fácil em suas mãos devido ao que ela esconde no meio das pernas. Ou seja, basta ela se distrair, ficar aos risos no meio da rua brincando de boneca e logo aparecerá um rapaz também sorridente querendo copular com ela, por isso ela acha que com todo mundo, inclusive com os gays, será a mesma coisa: basta ele se distrair que um monte de rapazes alemães irão querer namorá-lo!

Amiga Violetta Valerie , com gays não é bem assim, e já adianto, esse menino vai se abrir com alguém, provavelmente com uma amiga na escola, essa amiga irá contar o fato pra escola toda e no outro dia um monte de adolescente vai querer espancar esse rapaz na saída! O pai dele vai cortar a amizade por um bom tempo com ele e a mãe irá se desinteressar pela vida sexual do filho, mães são egoístas, elas só querem arrumar meninos novos para o bucetão velho delas, assim como a minha mãe fez e faz, a mãe desse menino provavelmente irá querer ter relações sexuais com os ‘amigos’ heteros arrumadinhos que ele diz ter, se é que já não teve… O jovem gay deve saber que ele está sozinho no mundo: sua mãe não é sua amiga, ela é apenas a pessoa que colocou comida na sua boca por um tempo, o seu pai não é o seu amigo, ele é apenas pessoa que sem querer lhe fez por querer ter um sexo inconsequente e forte, suas amigas na escola não são suas amigas, elas querem apenas um pet indefeso para dominarem, quando muito, elas ficam pra cima e pra baixo com os gays para provocarem ciumes em outros homens, quando elas namorarem, nem na sua cara elas mais irão olhar.  Quando elas engravidarem, nem perto dos filhos delas elas irão querer que você chegue perto com medo de você que é gay molestá-lo.
Os rapazes que você gosta irão te dar a mão, lhe cumprimentarão, no outro dia irão gozar da sua cara, te xingarão, falarão calunias da sua mãe e te espancarão.
Felicidade é uma coisa que provavelmente você não terá!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *