O mal olhado dos heterossexuais e o mundo particular das mulheres…

Sabe aquela sensação que você tem quando alguém te olha feio de forma insistente e você quer fingir que nada está acontecendo? Aí você começa a tropeçar nos móveis e as coisas mais estranhas acontecem para você passar mais vergonha ainda: o fio do mouse se enrosca sabe-se lá como na sua perna e você levanta o arremessando longe, você tropeça num local onde nunca tropeçou antes, você vai sentar e não percebe que aquela bendita cadeira está fora do lugar ou quebrada; enfim, realmente um “MAL OLHADO” …
Pois é justamente assim que eu fico quando um rapaz heterossexual que me atrai surge na minha frente na rua ou no trabalho, tanto é que quando um assim me encara, eu digo internamente: “seu filho de uma puta! o senhor não vai me fazer eu tropeçar mais!!! vou fazer tudo com extrema calma e atenção nem que eu tenha que parecer um robô!!!”  Essa é a receita contra o mal olhado!

Ontem eu passava por uma rua onde tinham bastante moças e rapazes indo entrar numa casa noturna, sabe como é, todo mundo que vai pra essas casas são heteros da alta aristocracia sexual, gente que consegue transar com quatro, cinco pessoas numa noite ou mais sem ter fazer nenhum ‘esquema  logístico’. Gente bonita que tem o poder sexual nas mãos, tanto homem como mulher,  aquelas pessoas que você nunca vê mendigando emprego, atenção e oportunidade na vida, claro, a beleza e a sexualidade delas abrem muitas portas que pra nós, meros gays mortais, estarão eternamente fechadas. Você acha que eu estou exagerando? Repare no seu emprego: qual hetero realmente bonito(a) com os poderes emprestados de Vênus  você já viu durar anos em uma posição irrelevante na sua empresa? Eu nunca vi, eles sempre se mudam porque eles querem, vão sempre conseguindo coisas melhores! Sim, pessoas com facilidades amorosas devem ter a estima maior, por isso vão mais longe. Mas voltando ao assunto… Eu passava perto de uma casa de shows cheia de jovens heteros daqueles que nem daqui a 14 reencarnações eu nascendo de novo vou ter, baixei a minha cabeça resignado para evitar olhá-los afinal aquilo claramente não era pro meu bico, me dirigi rapidamente à um local onde passasse um ônibus para me tirar daquele local, mas quando você está no meio do que lhe perturba é mesmo que estar no meio de um enxame de abelhas: em algum momento algumas abelhas irão vir de encontro a você…

Então veio bem na minha frente quando eu ia atravessar a rua um desses rapazes falando no celular, sim héteros têm muitas pessoas para conversarem no celular, eu sem querer o olhei e ele realmente me atraiu, rapidamente me repreendi e tornei a baixar o meu olhar para que ele não me praguejasse como é de costume ou então cuspisse no chão em sinal de desaprovação, no Brasil é assim. Me senti todo desajeitado, mal e magoado, por tolher a minha tão mal tratada natureza. Sabe, com a idade que eu tenho e com o tanto de experiencias ruins que eu tive com o meu afeto, você acaba não querendo gerar mais ódio das pessoas contra você do que você já tem, baixa-se a cabeça e engole-se seco o que você sentia, afinal de contas, eu não sou hetero, não sou uma mulherzinha daquelas com calça legging que todo cara quer, nem sou uma modelete como a ‘boca de bacia’ é, portanto, mesmo eu me permitindo olhar pra quem me interessasse, eu não teria chance alguma.

Ainda por cima, ontem, uma dessas ‘amigas’ de Facebook veio me dar um feedback me dizendo que nota que eu sou muito complexado com essas questão de ‘homens’. Ora bolas! Nesses cinquenta e poucos anos que eu vivi todos os homens que eu gostei me mandaram para o inferno quando sabiam o que eu sentia por eles, afetivamente eu ainda estou na idade de quatorze anos achando que um dia eu encontro alguém… Complexada são as mulheres que têm vários homens aos seus pés e mesmo assim ficam chorando pelos cantos querendo a perfeição: o homem bonito, rico, que não traia, organizado, inteligente, bom pai, trabalhador, cavalheiro, alto, capaz de concertar qualquer coisa em casa, que mate baratas quando ela ver uma, dono de um carro, que não pense em sexo com ela e com mais ninguém e mais um trilhão de coisas absurdas! Eu seria complexado se eu tivesse facilidade com homens e mesmo assim ficasse chorando de barriga cheia! Veja, todos, eu disse TODOS no sentido mais matemático que a palavra possa ter, sem nenhuma exceção, caras que eu gostei me mandaram pra MERDA!
É por isso que eu deixei de querer amizades femininas a muito tempo: mulheres querem que nós gays sejamos os PETs delas: cachorrinhos com o rabinho balançado  sempre prontos para dar conselhos pra elas quando elas perdem os milhões de machos que elas têm devido à sorte que a natureza deu de graça pra elas. Mulheres não entendem o que é desprezo, o que é alguém ter nojo delas, são dondocas desde pequenas e quando são feias, a sua feminilidade e suas roupas dão cabo do que lhes falta em beleza. Uma mulher, se quiser, pode  literalmente ter sexo por hora, minha mãe é mulher da vida e eu sei muito bem disso! Pra uma mulher, você falar que tá a 54 anos(a vida toda) sem ter alguém, é frescura, é complexo, como disse a tal ‘amiga’ do face. Mulher acha que todo homem é abertinho pra gays assim como é com elas. Ou seja, a mulher vive num mundinho paralelo cheirando rosas, muito diferente da realidade dos homossexuais que nem eu que com um sorriso de um homem sociopata que quer nos matar já se sente feliz lá no céu por nunca ter tido nada mais significativo do que isso, um sorriso de maldade confundido fatalmente com bem-querença.

Mulher não sabe calcular o que é o desprezo que os homossexuais recebem. Uma mulher , desde pequena já sabe o que é aquele cara que ela ama ficar perto dela e ainda de pau duro com ela sentindo encostar, ou seja, ela sabe que é duplamente desejada e a autoestima dela vai lá no céu, elas vivem até reclamando e criando leis contra supostos estupros, mal um homem as cortejou, já é estupro, você acha que pra esse tipo de gente que tem esse ‘mercado’ enorme à sua disposição a ponto de querer evitá-lo por não dar conta dele, vai entender o que é um viado ser desprezado da hora que acorda até a hora que vai dormir? Tudo bem, você pode meter o coaching da auto-ajuda na cabeça e dizer que se ama, se gosta, se apoia e tudo mais mas o cara que tu gosta tá lá na cama com uma vagabunda que não fez nada disso e que tem quem quer só por ter buceta, do que valeu a sua autoajuda de querer disfarçar o cheiro de bosta com perfume do campo? Do que me adianta me amar tanto se as minhas necessidades fisiológicas básicas não são atendidas? O que adianta se amar tanto como os livros de autoajuda mandam e dizer ‘eu me amo’ 500 vezes em frente ao espelho se ninguém que você gosta quer te rebentar de tanto te comer num motel escondido? Não adianta merda nenhuma! Essa que é a verdade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *