Machos héteros bonitos me dão ansiedade

Ontem eu estava na rua voltando a noite para a minha casa, como sempre eu ando meio triste, olhando para baixo por saber que a minha vida é ser medíocre  em tudo e miserável na vida sexo afetiva. Eu também de um tempo para cá andando olhando mais pro chão por ser uma das únicas formas de se evitar a homofobia, quando eu vejo um rapaz bonito que me interessa, rapidamente eu olho para o chão para que eles não se aborreçam e comecem a demonstrar isso escarrando no chão e olhando pra mim.

Mas as vezes é inevitável, vira e mexe aparece uma pessoa que nos desconcerta e nos faz ficar sem jeito, sem ação, gerando uma grande ansiedade mesmo que a tal pessoa não nos faça nada. Pois bem, eu vinha andando a noite e quando cheguei perto de casa vi primeiro um rapaz bonitinho do jeito que eu gosto, trajando casaco e bermuda, ele usava um perfume barato e forte, estava arrumadinho demais, era claro que ele estava na “caça” por mulheres. Senti um certo medo, uma certa presença dracoreptiliana da aristocracia heterossexual , então para não deixar o rapaz com raiva, baixei a cabeça e fingi ignorá-lo mas a minha vontade mesmo era beijá-lo e ficar sujo daquele perfuminho barato de puta dele. Eu queria sentir o corpo dele, nunca senti isso na vida e eu queria saber como é que é.

Eu então atravessei para o outro lado da rua achando que estaria livre de ver heterossexuais bonitinhos, eu estava enganado, quando eu fui andando mais a frente, haviam dois rapazes, um loirinho e outro branco ambos com os celulares pra fora, estavam arrumadinhos também, mas quando eu fui chegando perto deles e notei que o vocabulário deles era de funkeiros e malandros(suas vozes eram bem másculas), senti uma energia sexual muito forte vinda deles, eu também senti a minha boca salivar como quem quisesse saborear um prato muito delicioso , pois bem, eu acelerei o passo para passar na frente deles e parar de olhá-los, afinal, eu não sei por que, mas todo heterossexual bonito parece sentir quando você os olha por trás, eles sempre dão uma olhadinha de rabo de olho para conferir quem os olha, os desgraçados sentem que estamos os admirando de longe, parece uma coisa! Por isso eu quis acelerar e passar na frente deles. Acelerei e passei à frente, porem a energia dracoreptiliana desses jovens heterossexuais me deixou todo desconcertado , fiquei suando frio, simplesmente eu perdi a naturalidade em andar, tudo isso por saber que certamente eles estavam atrás de mim me maldizendo, rapaz  hetero bonito e homofóbico conhece um viado de longe, certamente eles sentiram a minha energia de pavor, eu simplesmente naquele momento desaprendi a andar mas continuei andando de qualquer jeito com medo deles me baterem ou começarem a me xingar, afinal hetero bonito são todos uma feras.

Então eu andei mais rápido mas não adiantou, o farol da rua estava fechado pra mim, eu tive que parar e esperar , fiquei com medo sentindo uma queimação no peito, por eu ter parado eu sabia que em questão de segundos eles me alcançariam e ficaram lado a lado comigo, eu fiquei apavorado pois a maneira desengonçada sem naturalidade que eu passei a andar mostrava a eles que eu estava abalado por algum motivo, na cabeça deles ou eu tinha feito algo errado ou eu era viado. Dito e feito: passaram-se alguns segundos e aqueles dois rapazes estavam ao meu lado, era perceptível a minha ansiedade  causada pela supressão do meu desejo por eles, eu sentia a sensação de quem pula a sacada de um prédio do quarto andar no Paraná, meu corpo começou a tremer, aqueles segundos esperando o farol abrir eram intermináveis, meu rosto sentia alfinetadas, minha espinha sentia uma sensação de congelamento junto com a taquicardia maldita, eu costumo chamar essa sensação de sensação de DERRAME ou AVC(acidente vascular cerebral). Então eu fiquei olhando pro céu para disfarçar o meu interesse por eles, mas eu acho que estava muito artificial, qualquer um perceberia que eu estava desconfortável e esquisito,  de repente eu não me controlei e olhei para um dos rapazes que estavam ao meu lado, ele era bonitinho sim, ele parecia
o Luke Hemmerich (um alemão que parece a Lady Gaga no clipe  Alejandro, uff! até me veio a melodia na mente agora) , fiquei em pânico pois o tal rapaz estava me olhando friamente, então deixei o pânico de um ataque homofóbico me guiar, o farol estava fechado, mesmo assim corri feito um louco com o risco de ser atropelado e deixei aqueles dois jovens para trás, todo heterossexual assim, bonito e jovem, sente de longe a insegurança do homossexual, é igual ao leão que sente de longe também qual o animais mais fraco para atacar.

Quando eu era adolescente eu sentia essa sensação de derrame/AVC mais vezes, eu sempre tremia, tinha uma sensação de quem passava pimenta no rosto, meu peito sentia uma sensação ácida, nas minhas costas uma sensação congelante de pavor, a minha naturalidade se evaporava e coisas simples e automáticas como andar e balançar os braços você começa a calcular para fazer para não levantar suspeitas que está sentindo atração pelo outro, é justamente essa força de querer disfarçar o que você sente que lhe faz tropeçar nas coisas feito um imbecil.
Sinto todas essas sensações desconfortáveis no corpo todo quando eu vejo um rapaz bonito macho e heterossexual  que me atraia, eu creio que essa sensação esteja muito perto do estado de desmaiar. É por isso que quando eu vou a um local público eu dou referencia em ficar onde tenham homens velhos, feios e mulheres, eu me sinto mais confortável entre gente que não me atraia sexualmente.

E aí, você sente também isso? Conte-nos como é.

1 thought on “Machos héteros bonitos me dão ansiedade”

  1. Olha, nunca ouvi falar nestes sintomas, mas parece perigoso. Ao chamar isso de “AVC” talvez você esteja mais perto da verdade do que pensa. Por favor procure um médico e descreva isso direitinho!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *