Homofóbico pode ser um homem que foi estuprado na infância, cuidado!

Quem é #homossexual que gosta apenas de #héteros já está acostumado a ser ofendido pelos rapazes que gosta com termos como ‘é uma aberração da natureza’ , ‘tinha que pegar tudo colocar uma ilha e explodir’ e muito mais, mas o que causaria um ódio tão tenaz assim aparentemente injustificado em alguém? Tem teorias simplistas que dizem por aí que todo homofóbico é um gay enrustido, mas isso me parece mais provocação do que fato científico, haja vista os rapazes homofóbicos que eu conheci terem uma vida sexual invejável com mulheres.
Bem, eu usei as características das pessoas e a história das mulheres mais atraentes para responder esse fenômeno.

Eu percebi que a maior parte da minhas ‘amigas’ mais chamativas , quando eram crianças, eram estupradas. A palavra estupro é usada para classificar a tentativa de prática sexual forçada e nem sempre é isso que acontece, tive uma ‘amiga’ chamada Rose que me disse que quando ela era pequena um homem passava a mão na vagina dela, ela sabia que era errado mas contou que gostava. Com exceção do caso de Rose, a maioria das mulheres que são abusadas na infância e juventude passam a ter problemas psicológicos ligados a homens ao decorrer do tempo, em muitos casos até desenvolvem ódio por homens! Sim! Ódio por homens! Ou seja, ódio projetado em um ser humano que lembre os abusos sofridos no passado, seria essa uma pista para também chegarmos a causa da homofobia masculina?

O que quero contar com isso? Pessoas tidas como bonitinhas são sempre mais assediadas e quando pequenas, essas pessoas bonitinhas são mais delicadas e fracas, propensas a abusos por parte do lado masculino que se atrai por figuras que lembram a delicadeza.

E os heterossexuais que eu gosto, onde é que entram nisso tudo? Bom, tem um rapaz meio baixinho, branco, cabelos bem cortados, super masculino e bonito que vira e mexe eu o encontro trabalhando com peças de veículos andando na rua, sempre que eu vejo esse rapaz eu noto a sua beleza, combinada com as roupas másculas e de jovem que veste, certamente ele deve ter uma vida sexual muito poderosa, talvez tenha milhares de namoradas, ele está sempre andando de forma acelerada na rua e em contato com outros rapazes, além de parecer bem asseado e esperto, eu adoraria ser uma mosquinha para espionar a sua vida… Bom, mas e daí? E daí que mesmo esse rapaz sendo tão chamativo eu nunca o vi sorrindo, várias vezes eu o encontro e ele nem se quer olha a minha cara, parasse já identificar que eu sou mais um gay chato no seu caminho a evitar. Resumindo, o jeito dele passa algo de hostilidade embora ele nunca tenha cuspido no chão ou esbarrado em mim propositalmente quando eu estou em sua frente. Bom, eu suspeito que esse rapaz seja criminoso, afinal mesmo ele aparentemente sendo mais novo que eu, a sensação que ele me faz sentir é de que eu sou uma criança boba e ele é um velho espertão, rodado e mal. Sei lá, me sinto inferior perto dele. Mas o que eu quero mostrar nesse rapaz é que sempre a sua cara é de pessoa ruim e seca, mesmo ele aparentemente tendo motivo para ser muito feliz. Isso é comum em pessoas que tiveram problemas na criação ou que são psicopatas. Mas por que psicopatas teriam raiva de um tipo específico de pessoas se eles não sentem nada? Então faz mais sentido o homofóbico ser uma pessoa que teve problemas na sua criação. Julgo esse rapaz homofóbico pois ele aparenta ter uma certa repulsa por mim, assim como grande parte dos caras que eu acho interessante.

Esse rapaz em termos de aparência física me lembra Yuri, só que Yuri era mais alto e as vezes ria, Yuri era homofóbico assumido e sempre teve sucesso com mulheres e problemas com assédio notório de gays. Eu vi uma foto de Yuri quando ele tinha lá os seus 11 anos e vi que ele parecia aquele tipo de garoto que todos na minha época chamariam de ‘bichinha’ : cabelos grandes, feições delicadas, voz fina e cara de bobo, pra mim nem um pouco atraente, mas para os machões adultos estupradores, talvez fosse um petisco… Bom, Yuri também era um tipo de cara que hoje em dia teria tudo para ser feliz e não se preocupar com homofobia, só que não… Yuri é homofóbico e sempre me olhou de forma hostil! Por que será? Já estão ligando uma coisa a outra como eu estou?

Pois bem, em uma vez que eu fui fazer uma terapia de vidas passadas malsucedida, na minha conversa com a hipnotista ela me disse que tinha um cliente em particular que era muito homofóbico e que me intrigou: ela me disse que esse cliente a procurou pois ele era assim como os héteros que eu relato nesse blog modesto e falido: era muito chamativo, de classe média e se irritava muito com homossexuais, ele foi fazer terapia de vidas passadas para entender por qual motivo em todo lugar que ele chegava um homossexual dava em cima dele, ele disse que até dentro de um avião isso já aconteceu e que ele sentia um ódio intenso contra. Esse cliente também relatava que odiava ter água de sabão escorrendo por sua costa em direção a sua nádega, era traumatizante para ele tomar um banho e lavar a parte de trás com qualquer tipo de produto com textura melosa de sabão. Foi feita a regressão com esse cliente e ele obteve uma memória onde havia sido abusado pelo irmão mais velho onde ele era penetrado usando-se como ajuda um sabonete durante os banhos!

Eu quero lembrar que também já flagrei na minha infância um caso parecido ao de cima: a vó mandava os dois netos tomarem banho juntos sempre, a mãe fazia filhos e dava para a vó criar, nem mais em casa aparecia, todo mundo era criado em cortiços no meio da malandragem, um dia num local isolado do cortiço eu passei por um banheiro onde não havia ninguém no corredor e estavam lá os dois irmãos, o mais velho aparentava 9 anos, o mais novo 4, eu escutava o mais velho em tom bem amalandrado e malicioso falar para o mais novo: “– Chupa! Isso! Continua chupando, vai! Vai! Assim mesmo!” , bom, eu mesmo sendo criança não ia com a cara desses dois, vira e mexe eu via a hora desse menino vir caçar briga comigo, então deixei aquilo pra lá e fui pra minha casa sem saber o que fazer. Tudo bem que os dois irmãos não eram bonitinhos, mas pense, o tal menino mais novo, hoje em dia, o que será que pensa sobre gays ??????

Não quero nem imaginar!
Então, já deu pra perceber onde eu estou querendo chegar com toda essa volta?

Assim como algumas mulheres bonitas demais pegam ódio de homem quando são estupradas na infância, me parece que com homens seria quase a mesma coisa: talvez essas crianças do sexo masculino e heterossexuais quando molestadas na infância por irmãos, parentes ou colegas mais fortes na escola, queiram descontar o seu ódio em qualquer figura que lembre o tipo de sexo que as traumatizou na infância. Ora, se um rapaz foi sodomizado na sua infância pelo seu irmão mais velho, é normal que ele tenha um ódio enorme disso, afinal do irmão mais velho se espera proteção e não abuso, na cabeça do heterossexual abusado, todo homossexual deve representar o seu violador, o irmão mais velho que deveria lhe proteger mas o estuprou.
Isso explicaria porque o tal rapaz bonitinho que eu sempre vejo na rua cuidando de peças de veículo parece nutrir um desprezo enorme por mim. Por que ele sendo bonitão, nunca ri?
Também explicaria o caso de uns meninos lindos pelos quais eu me apaixono, eles notam e procuram até mudar de setor para ficarem bem longe de mim, quando eles me olham, olham com uma cara hostil.

Eu quero deixar bem claro que eu nunca tive vontade de ‘comer’ ninguém, sempre a minha vontade foi de ser a mulher da relação, sempre quis ser a puta, a dominada, a vadia que sasseia o seu homem ogro e calhorda numa cama de motel e não o contrário. Entendo também que existem gays, alias, boa parte dos gays normais que eu conheço se dizem ser ativos e esporadicamente ‘flexíveis’, tudo depende com quem eles saem.

E pra tirar a curiosidade das pessoas eu digo: quando eu vejo um rapaz muito bonito por quem eu me apaixono, a vontade de fazer sexo simplesmente predatório diminui , nesses casos me dá mais vontade é de ter algo afetuoso e eventualmente sexual. Um abraço, um sorriso, uma troca de gentilezas nessa situação é mais mágico que talvez ter sexo. É claro que tem rapazes que são o meu fetiche e forma de pessoa, por esses eu sinto uma vontade sexual louca MAS vontade de mulher e não de homem.

1 thought on “Homofóbico pode ser um homem que foi estuprado na infância, cuidado!”

  1. Sou mulher, e acabei me identificando. Sempre me interesso pelas héteros. Nunca tive relação com o mesmo sexo justamente porque as lésbicas não me atraem. Por causa disso, agora me relaciono apenas com homens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *