Eu queria uma paixão assim …

Eu sei que nunca eu vou ter mesmo, mas não custa sonhar, eu queria viver a paixão que a moça protagonista do clip Wicked Game vive e desperta em quem ela gosta, parece existir um certo sofrimento por parte do homem que gosta dela, ela sabe, ela gosta dele, mas gosta de ve-lo sofrer um pouco por ela, não é só sexo, é quase uma doença, uma obsessão , uma dor gostosa de se ter. Você não encontra isso entre gays, essa doença, essa vontade de estar com outro  como se a sua alma sentisse uma dor em se separar da outra pessoa eu só vi no mundo heterossexual, é esse tipo de paixão que eu sinto pelos homens que eu gosto.

Reparem como a moça olha, olha como quem soubesse que é muito desejada por quem ela também deseja e se embriaga com isso. O que eles sentem não é algo vulgar, é como se fosse um reencontro espiritual, partes muito antigas e amigas que por um momento se encontram para brincarem de viver juntas. O sexo é secundário. A alegria no peito mesclado com um certo sofrimento dá o gosto dessa relação, é desse jeito que eu gosto dos homens heteros, é algo realmente doentio.

A diferença é que ao contrário de mim que é homossexual e ninguém que me interessa, gosta de mim, a moça embora goste das brincadeiras ela não parece estar tão fascinada pelo homem como o homem está por ela, ela gosta mas parece não precisar dele.

Eu queria ser essa mulher!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *