Cara atacado por alienígenas descobre que eu sou gay e me bloqueia no grupo!

Rapaz atacado por ETs no Piauí descobre que eu sou gay e me bloqueia no grupo!

Como eu sou eternamente sozinho eu me dedico nos tempos vagos a ser moderador de alguns grupos secretos de ufologia, não essa ufologia vulgar com musiquinha do arquivo X, eu falo de ocorrências  relatada por militares , pilotos de avião e pessoas que foram atacadas por objetos voadores não identificados.  Temos um grupo secreto sobre o assunto que não vem ao caso.

Uma noite me entra no grupo um jovem que aparentava uns 25 anos de idade, um sotaque meio caipira, jeitinho de mulherengo, ele era casado e tinha filhos. Estava apavorado pois havia ido passar férias na casa dos seus parentes no Piauí e enquanto dormia numa casa simples com buracos no telhado, apareciam luzes que se movimentavam por cima. A região não era sofisticada a ponto de ter helicópteros a noite apontando luzes para a sua casa , mesmo porque um helicóptero, todo mundo sabe o barulho chato que tem.

Esse jovem então levantou assustado e foi verificar o que estava acontecendo, ele saiu pra fora de casa enquanto os seus parentes dormiam e presenciou seres pequenos com uniformes estranhos e algo na mão de alguns deles que parecia uma espécie de arma ou lanterna, ele começou a gritar desesperadamente , entrou para dentro de casa e acordou a todos, todo mundo acordou preocupado mas ninguém viu nada embora tivessem visto pegadas. Ele entrou poucos minutos depois nesse grupo nosso pedindo ajuda para entender o que ele descreveu, ele parecia realmente tenso, preocupado e nervoso. Eu tentei esclarece-lo para ver se ele ficava menos apavorado. Informei que para se espantar essas coisas era só falar delas com deus e o mundo pois elas não gostam de falta de descrição, eu também disse que muitas pessoas adorariam estar no lugar dele e que provavelmente só o fato dele estar contando sobre aquilo tudo no grupo pra mim, já afugentaria os ETs por algum tempo, ETs parecem odiar gente curiosa como eu, alem do mais eles também parecem preferir os heterossexuais fecundos para as suas brincadeiras…

Embora aquele rapaz não fosse bonito, eu sentia que a energia sexual dele era bastante intensa, tinha uma voz de homem galinha, eu percebia isso mas procurava fingir indiferença a isso, afinal o rapaz era casado e eu não estava ali para procurar ninguém mas sim falar de ufologia, e outra que é matemático: quando uma pessoa é exuberante sexualmente ela se repele por mim, então fui mais forte, ignorei esse instinto de quem nunca teve ninguém e procurei focar no assunto ufológico.

O rapaz me disse que iria sair daquele local o mais rápido possível ao amanhecer e iria voltar pra
São Paulo. Quando ele voltou, ficou muito curioso sobre o caso e me pediu dicas sobre o assunto. Forneci e falei de casos parecidos com o dele. Eu falei que geralmente, segundo relatos, esses ETs escolhem as pessoas a dedo e geralmente voltam e quando é assim, ele até poderia tentar um contato mental com eles quando vesse algum objeto estranho no céu pois eles costumam responder, porem adverti que nem sempre a experiencia é segura e positiva. As vezes eles podem lhe estuprar e depois lhe jogar por aí em alguma estrada pelado e traumatizado. As vezes eles podem enfiar uma agulha enorme no seu cu ou no seu pênis, as vezes, se você for heterossexual, pode ter a sorte de uma ET fêmea lhe passar algum composto químico que lhe deixará mil vezes mais excitado do que o normal para praticar o sexo, enfim, existe várias possibilidades ruins e boas para quem é abduzido…

Bom, apos eu explicar os fatos, ele foi se acalmando e entendendo mais sobre o assunto e então ele quis saber como poderia saber que esses seres estão por perto dele ou não. Eu como um bom gay fui passando tudo o que sei sem pedir nada em troca, era claro que eu seria descartado mais a frente. Eu lhe disse que quando as naves desses seres estão pairando perto de nós geralmente acontece interferência notória nos objetos eletrônicos, principalmente aqueles que fazem e recebem transmissão como TVs, rádios e telefones. Também é notada a distorção do espaço-tempo, sabe quando você acorda achando que é manhã mas já é tarde e você não entende como o tempo passou tão rápido assim?
Pois é… É o lapso de tempo e os ETs sabem como fazer isso.

Passaram-se uma semana e o rapaz voltou ao grupo, ele disse que era porteiro de um condomínio em São Paulo, ele ficava cuidando da portaria na parte da noite e estava com medo de uma luz que apareceu no céu de forma estranha mas não tinha com quem se abrir sobre. Conversa vai, conversa vem, eu sentia de novo a sexualidade forte daquele rapaz mas ao mesmo tempo eu o achava simplório demais para o meu nível, alem do mais, ele era casado, eu me sentia um calhorda pensando nessas coisas e voltei a me focar no assunto dele!  Ele me perguntava como poderia saber se os ETs fizeram alguma coisa com ele no Piauí sem ele saber. Eu lhe disse que ele poderia tentar recorrer à hipnose, a Cassyah Faria do youtube faz esse trabalho pelo Skype mediante um valor, embora eu a achasse meio grossa, recomendei o seu trabalhado a ele e ele gostou.

Depois o rapaz começou me mandar fotos do ponto luminoso no céu que estava lhe incomodando aquela noite na portaria,  eu lhe mostrei como diferenciar se era um corpo celeste ou não e depois pedi para ele instalar o app SkyView Free no celular para ajudá-lo. Eu estava me sentindo culpado e estranho pois vira e mexe vinha em mim uma atraçãozinha sexual mas eu a ignorava. Tem algumas pessoas que você conversa e não sente nada sexualmente por elas, algumas dá até vontade de brincar, outras lhe causam antipatia e outras lhe atiçam a sexualidade, eu não sei dizer por  qual motivo, é muito complexo.

O rapaz começou a fazer outras perguntas e era notório que ele estava com medo daquela luz na portaria as 04h00 da manhã, a única pessoa que tinha para ela contar sobre isso era eu. E vou mais longe: era bem capaz dos ETs, se forem reais, estarem me monitorando também.

Depois o rapaz ficou mais apavorado e começou a me mostrar vídeos da luz que ele via, bom, pra mim era uma bola de luz porem as posições , segundo ele, eram estranhas pois ia e voltava…

Ele queria saber se aquilo eram os ETs do Piauí ou não, então eu decidi colocar lenha na fogueira e falei:
bom, se você quer saber mesmo se são ETs, prepare-se, olhe pra tal luz e converse com ela mentalmente pedindo contato, mas saiba que nem sempre o que virá depois é bom.

Depois disso o cara ficou offline na internet e sumiu, ele voltou depois de uma semana dizendo que nunca mais faria aquilo pois quando ele fez, teve uma interferência elétrica no prédio que queimou tudo, causou uma confusão, a internet caiu e aquelas luzes começaram a descer e ficarem maiores. O sistema elétrico do condomínio foi danificado causando vários problemas e ele disse que nunca mais iria querer fazer aquilo que eu ensinei. Depois disso ele começou  a questionar se eu era um ET para saber tantas informações assim. Imagine, um ET gay e infeliz! Aff! Que absurdo!
Depois ele sondou tanto que descobriu que eu era gay, sumiu do grupo, excluiu a conta e apagou vários conteúdos que ele me enviou.

Resumindo: para um heterossexual é mais tolerável ter contato com seres alienígenas do que um homossexual. Sim, esse é o nosso mundo…

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *