Espiritualidade gay

Aquilo que eu chamo de ‘minha espiritualidade’ hoje em dia baseia-se em quatro pilares: Experiências de Quase Morte, Terapias de Vidas Passadas, Terapias de Vidas entre Vidas e um pouco de ciência.

Jesus, dá um tempo? - Capinaremos

Eu já passei pelo catolicismo, pela umbanda, pelo protestantismo, pela new age e pelo espiritismo mas todas essas visões pra mim ficaram extramente arcaicas. Todas elas com aquela puxação de saco extrema de Jesus e Deus para parecerem politicamente corretas começaram a me enojar. Eu busco a espiritualidade para ter conhecimentos avançados que possam fazer a minha vida ficar melhor ou pelo menos sondar os motivos dela ser tão apagada.

Ter uma boa vida para mim é ter 90% ou mais da pirâmide de Maslow escalada.
Quem não tem isso, definitivamente não é feliz.

Pirâmide da Comunicação | Hierarquia de necessidades de maslow ...

Segundo a hipótese que as minhas pesquisas sugeriram, a terra, não se sabe o motivo, é um lugar que temos experiências e manipulações de nossa personalidade de forma transparente, ou seja, você aqui não sabe como é manipulado e nem se lembra realmente quem é você. O planeta terra e os seus arredores, para nós que temos esse corpo de carne é um lugar enganoso, provocativo, magnético e doloroso. O nosso sistema biológico parece ter no cérebro mecanismos bem sofisticados envolvendo física, química e matemática que conseguem prender, limitar e adormecer um outro tipo de corpo que temos. Em bom português, a nossa vida pode ser um sonho ruim, uma forma de nos obrigar a ficar cegos.

O que a privação do sono pode causar?

Parece que nesse mundo, além de nós, também temos algumas entidades de grande dubiedade que nos acessam de forma versátil e dissimulada interpretando ora seres bons, ora seres ruins, ora seres indiferentes, essas entidades conseguem se ligar a nós mentalmente e nós a elas para formarem uma terceira consciência exótica, uma espécie de computação nas nuvens espiritual, essas entidades não gostam de falar as coisas de forma direta, clara e objetiva, chega ser irritante, elas se comunicam muito pouco e preferem agir e guiar tudo para como se tudo já estivesse pronto no futuro e que por isso não é preciso ficar se apegando a detalhes pontuais imediatos de agora. É mais ou menos o seguinte como elas se comportam: elas não entram em pavor se tiver uma casa pegando foco com um bebê dentro pois para elas aquela casa pegando fogo irá no futuro, graças a isso, dar o lugar a um grande edifício de uma grande empresa que precisava daquele lugar para influenciar de forma perfeita o mundo. Por isso, não adiantaria muito pedir ajuda para essas entidades pois elas enxergam as coisas só de forma macro, passando assim para nós uma sensação de indiferença, quase que uma falta de empatia completa. Essas entidades, pode se dizer, são no mais puro sentido, maquiavélicas, pois elas agem de acordo com uma visão das consequências do que fazemos de centenas de anos à nossa frente, calculando assim a estocástica de tudo, por tanto, se aquele seu câncer ir influenciando a humanidade de forma a fazer ela descobrir uma grande novidade no futuro daqui a 2000 anos, pode rezar, pedir como for que essas entidades irão cagar e andar para você, nem com drama para a sua dor ela irá olhar, pode ser que uma ou outra entidade se abstenha desse poder, mas me parece ser algo raro. Por isso devemos nos perguntar: esse problema de termos a nossa sexualidade tida como alvo da sanha da maioria, levantando o nojo nos dominantes desse planeta, o que acarretará ao planeta daqui a 2000 ou 5000 mil anos? Se for algo de interesse dessas entidades, não temos muito o que fazer e elas não irão entrar em detalhes conosco por nos achar com pouca sabedoria, daí elas irão usar o nosso emocional, o amor, a paixão e toda a nossa libido para sermos simpáticos a elas e não questionarmos muito. Provavelmente é por isso que elas não ligam para o nome que nós damos a elas: Deus, Jesus, Buda, Astar Sheran e outras.

Esses tais seres de luz… – Elos de Consciências

Quando morremos aparentemente não viramos fumacinha mas ficamos com um tipo de corpo que não sabemos do que ele é feito, esse corpo não precisa dos mecanismos da nossa carne para fazer o que ela faz, por exemplo, depois de mortos aparentemente conseguimos ver com um raio de 360 graus nesse planeta, para ver o que está atrás nós, basta pensarmos em ver e pronto, você já estará vendo. Fazendo-se uma analogia ao mundo da informática: o nosso corpo quando estamos vivos é semelhante à um HD dos anos 90, já quando morremos o nosso corpo se parece a um SSD: não há necessidade de cabeças mecânicas e a capacidade de armazenamento é de longe muito maior num espaço muito menor.  Ao contrário do que muitos acreditam, o tal novo corpo depois da morte consegue ainda interagir com a terra sim, só que de forma bem diferente, eles não afundam na terra se não quiserem e ao passarem por paredes, sentem uma espécie formigamento atômico neles, continuamos a ter uma matéria mas de algo que a nossa ciência desconhece.

Quando se morre ou quase morre, muitas emoções que nos guiam normalmente aqui podem parecer grotescas demais a ponto de nos fazer as abandonarmos  a paixão, o desejo sexual, a insegurança, a preocupação fútil, o drama, a correria , muitas vezes tudo isso nós abandonamos, esquecemos ou temos  nojo de ter tido. Você que é homossexual e que frequentemente se suicida por ter aquele desprezo solene que todo heterossexual nos reserva sempre que pode, verá as coisas de forma mais ampla a ponto de achar que não valia a pena nem pensar naquele traste por quem você se matou, afinal você no novo modo que estará, irá ter nojo das construções corpóreas dos corpos vivos na terra incluindo o corpo daquele heterossexual idiota que lhe fez se matar, ainda mais que você terá o poder de perceber as fraquezas e vaciladas dos que aqui ficaram. Você se sentirá uma Ferrari olhando para um Gol 1000… Talvez essa também seja uma das suas fontes de arrependimento por ter se matado, afinal, você irá perecer que era maior que tudo o que lhe fez se matar.

As pessoas quando estão nesse estado de morte, conseguem falar diretamente na cabeça dos outros seres e os outros seres também conseguem falar na cabeça delas, tudo via wireless, usar a boca é algo rudimentar e desnecessário.

Mesmo com tudo isso, ainda parece ter situações que podem nos prender na terra, a mais comum é a preocupação com parentes incapazes e dependentes de você, é bem provável que você queira voltar pro corpo todo fodido para ajudar quem dependia de você, porem você lá do outro lado, pode nem ligar pra isso e ligar o ‘foda-se’  afinal aquela pessoa também um dia vai morrer e perceber que tudo não merecia aquele drama todo. Você também saberá que todos nós pode ser substituído, sendo assim, tem gente que nem liga em morrer e deixar todo mundo que dependia dela em apuros, de repente era até tudo combinado!

Outra informação  interessante é que na verdade as pessoas quando morrem e cagam e andam para a vida que deixou na terra após o seu enterro, elas na verdade não vão para o céu, mas sim para o espaço mesmo.
Como antigamente o povo não tinha esse conceito universo, espaço e planetas difundidos, o mais alto que poderiam pensar que uma pessoa poderia ir era o céu. Uma parte boa das EQMs mostram que as pessoas depois de mortas são puxadas para fora do planeta assim como um foguete da NASA, inclusive vendo os mapinhas do ‘Google Maps’ ficando cada vez mais longe lá em baixo e entrando no espaço negro, calmo e frio, viajando até outro mundo bem longe daqui. Ou seja, morrer pode lhe dar uma viagem grátis para o espaço!
Há quem corte esse caminho usando um buraco de luz, talvez para quem tenha medo de altura seja uma opção menos apavorante.

Hoje é o Dia do Astronauta: conheça o motivo dessa data

Mesmo depois de mortos, ainda assim não temos certeza se as entidades realmente são boas conosco, apenas vemos que elas sabem despertar o nosso amor incondicional e que por isso não resistimos tanto ao que elas nos mandam fazer. Ha quem dia que elas querem nos ver reencarnando aqui para sempre para alcançarem os objetivos delas e para isso elas criam regras e situações que sempre irão lhe obrigar a reencarnar de volta.

Não existe “reencarnação” depois da morte

Saindo da questão das entidades que parecem nos manipular (não sei se para algo bom ou ruim a longo prazo) e entrando na vida do baixo clero espiritual, temos a reencarnação e até mesmo a bireencarnação(a possibilidade de encarnarmos em mais de um corpo simultaneamente para termos um aprendizado mais acelerado) , na reencarnação o que é interessante para nós gays é que muito desses heterossexuais que hoje nos desprezam solenemente com requintes de indiferença, foram mulheres sensíveis e muito femininas em outras vidas, muitas vezes até tendo algum grau de parentesco conosco. Podemos ter sido pais, mães, patrões, donos e assassinos de caras heterossexuais que gostamos hoje, podemos também não ter sido nada dessas pessoas, pode ser também que essas pessoas foram nossos assassinos, pais e avós antes. É como uma grande cia de teatro, cada hora um grupo faz papéis diferentes em épocas diferentes, são os chamados grupos de almas. Pode ser que aquele rapaz hetero tenha sido a sua mulherzinha em outra vida, pode ser também que ele tenha competido com você pelo amor de outra mulher e que hoje essa mulher é a sua mãe, enfim, as possibilidades combinatórias são inúmeras. Já vi casos até em que homens que tiveram uma paixão muito forte por uma mulher, as vezes essas mulher nasce como filha nessa vida e aí surge a questão no abuso sexual por não se entender a origem daquela atração sexual indesejada.

Você tem uma boa companhia espiritual?

O que é apontado também é que muita das vezes não estamos sós, isso tanto para o bem como para o mal. Geralmente temos 3 tipos de pessoas que surgem ao nosso redor em outra dimensão paralela: as pessoas que nos desentendemos no passado de forma muito grave e que não entendem a magnitude do mecanismo onde vivem e que por isso tentam se vingar nos causando situações repetitivas e que nos aborrecem demais, já pensou? De repente você nasce gay gostando de hetero devido à uma sacanagem que uma pessoa assim lhe aplicou por você ter aprontado com ela no passado; Já o outro tipo de pessoa que parece nos acompanhar as vezes são os seres indiferentes que nos acompanham nem pra fazer mal, nem conseguem nos fazer o bem, apenas nos acompanham por afinidades e terminando temos as pessoas que “trabalham” para as entidades dominadoras, aquelas que eu falei que são indiferentes, geralmente elas tem uma conversinha linda e gostosa mas raramente objetiva e clara, são quase hipnóticas, essas pessoas só são claras quando você tenta passar de um limite espiritual que não pode ser ultrapassado, aí elas são firmes e não abrem mão de nada.

O Atibaiense / Programação de Carnaval em Atibaia terá desfile de ...

Cuidado! Muitas situações vexatórias que você vive que lhe causa dor na terra são pré combinadas antes de você nascer: paquerar alguém, se decepcionar com alguém. Por exemplo: muito gay por aí põe homens pra morar em suas casas, eles depois os roubam e depois os matam, aí lá do outro lado descobre-se que o tal ser era muito inexperiente e ‘jovem espiritualmente’ e por isso ele combinou de ir atrás de você na terra para ganhar alguns pontos em cima de você que é mais velho e experiente, e o pior, com o seu consentimento, o famoso CONTRATO.

Saiba o que não pode faltar em um contrato de prestação de ...

Por isso, tome cuidado em entrar em situações degradantes e arriscadas por causa de um idiota boçal, pode ser que esse energúmeno seja um espírito imaturo, jovem e bobo querendo “passar de ano” com a tua ajuda. Nesse caso é muito bom boicotar o contrato na minha opinião. É pura pirraça mesmo, confesso.

Quando as pessoas chegam ao estado de ter um acidente que danifique o corpo delas de forma grave e mesmo assim elas conseguem ter a visão delas fora do corpo, quando por um imprevisto elas regressam, voltam com algumas habilidades estranhas que não tinham antes, é como um vídeo game que após tomar alguns socos do dono, consegue fazer o seu personagem no jogo ter algumas habilidades que não tinha antes.

Como lhe convenceram a nascer nessa merda de novo?

O que fazer para superar a culpa? | Tarde com Maria
Bom, pelo o que eu pesquisei eu concluo que quando morremos ficamos muito mais soltos, muito mais cientes e interligados, ficamos numa espécie de grande internet conectado ao conhecimento de quase tudo, isso nos passa a falsa sensação que podemos qualquer coisa. Sabe tipo aquele adolescente idiota que se acha o fodástico só porque aprendeu algumas lutas e tem uma namorada bonita? Pois é, quando morremos ficamos com a sensação de somos ilimitados porem o nosso ponto fraco nesse estado é CULPA, sentimos uma culpa que até nos dói. Sentimos culpa do que fomos manipulados para fazer contra alguém, por mais pequeno que tenha sido feito algo considerado ruim a outro, sentimos aquilo na pele e então queremos passar pela mesma situação que leve aquilo acontecer de forma um pouco diferente conosco. Caímos então no mal do jogador viciado que sempre acredita que da próxima vez poderá ganhar mais por gastar cada vez mais e que assim acaba na verdade mais endividado do que antes.

Por isso, alguns de nós que somos gays hoje, pode ser que pediu isso por culpa de ter feito sofrer outros gays no passado. Muitos gays também podem ter sido mulheres que cansaram de ser paparicadas no passado e com isso se distraiam muito, hoje elas nascem gays para não se distraírem tanto novamente com as regalias que uma buceta pode dar. Outros são gay porque querem ver como é ser, outros são porque se sentiram muito mal em ver os estragos que a sua beleza causou a outros gays e por isso quis nascer como gay para apagar essa culpa. O estranho é que esse esquema gera uma roda sem fim, afinal o hetero que lhe fará sofrer nessa vida também irá se sentir culpado e pedirá para nascer gay e assim sucessivamente, por isso eu digo que as entidades criadoras de tudo isso não parecem ser tão boazinhas assim. Daí que talvez entre a recriminação ao suicídio, afinal se supostamente a sua vida ruim foi você que implorou para apagar a sua culpa de ter feito algo ruim a outrem e por isso que lhe corroí, o suicídio então faria você voltar a sentir a culpa e não terminar com ela , gerando assim mais uma vez um pedido seu para nascer para acabar com aquela culpa enfrentando o mesmo problema creio eu. Que horror!

 

Existe propósito espiritual na vida do heterossexual?

RETORNO À LAPA por: Adrian Villar

Bom, ao notarmos o tipo de vida que o heterossexual típico tem nesse mundo, vemos que a provável prisão deles nesse planeta seja o compromisso apenas de gerar filhos e lotar o planeta para que aconteça o maior número de situações e experiencias possíveis com os seres que aqui habitam. Por eles terem uma vida emocional mais apoiada pela sociedade onde vivem eles costumam se sentir mais fortes e seguros para tentarem desafios externos como fazer sexo para gerar  filhos que tenham maior probabilidade de viverem depois, pra isso eles buscam maior destaque profissional ou praticam adultério, afinal, biologicamente o adultério é uma forma de gerar um descendente de forma barata e ainda por cima protegida por quem foi traído. Vejam que muitos heterossexuais têm um fascínio irritante por crianças , por que? Provavelmente por terem a missão/contrato/personagem para  procriarem a torto e à direita. Eu por exemplo sou gay e não acho a mínima graça em crianças, acho crianças seres imprevisíveis , descontrolados e voltados à futilidades extremas que nos tiram a atenção, prefiro mil vezes os animais selvagens ou os de estimação. Um heterossexual vive para questões sexuais, ele trabalha bem pois sabe que pode conseguir mais recursos ou para atrair mais parceiros(as) ou para cuidar da sua prole. Ou seja, são máquinas de fazerem seres humanos e com isso vivem aprisionados aqui. Por não terem o emocional tão em conflito como nós homossexuais temos, eles não pesquisam tanto o motivo das coisas e com isso acabam caindo em repetições que os devem fazer reencarnarem mais vezes aqui nesse jogo, para o sexo e pelo sexo. Como são construídos para a reprodução, enxergam os homossexuais como os seus inimigos: quando mulheres nos enxergam como apoiadores dela para a sua prole, quando homens nos enxergam como desertores do propósito deles que é espelhar espermatozoides em óvulos para trazerem mais situações ao planeta, por isso eles , daí em algumas vidas nascem como mulheres para verem como é sentir o autoritarismo masculino em algumas vezes ou então nascem como gay para terem o “lugar de fala” e com isso se livrarem da culpa de terem tornado a vida de outro gay um inferno. Tem outros motivos também, mas estou listando os que a própria culpa faz mais você querer voltar pra esse jogo imbecil.

Quase não se existe livre arbítrio !
Muitas coisas são impostas e obrigadas , a espiritualidade não é bonitinha como os espíritas kardecistas, new age ou pessoas lá da rádio mundial dizem. Muitas vezes, para não dizer na maioria das vezes, as coisas são impostas, você não faz o que quer e não tem o efeito que quer. Você não nasce para ser feliz mas para fazer coisas que dizem que será bom a longo prazo sei lá pra quem. A vida se assemelha mais a um contrato onde você foi mandado fazer algumas coisas.